Respostas

2014-03-10T09:19:31-03:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Prezada,

Havia vários desafios para Portugal para colonizar / invadir as terras do continente americano que envolviam graves problemas econômicos, logísticos, militares, demográficos, e políticos. O primeiro deles é que a colonização ou invasão das terras que hoje formam o Brasil por Portugal requeriam um alto investimento. Seria o comparável, aproximadamente, a irmos, na atualidade, conquistar Marte (o planeta vermelho) .

Nesse sentido, as grandes navegações foram estimuladas pelo lucro astronômico obtido com a compra nos locais de produção nas Índias Orientais e a venda desses produtos na Europa. Assim, mesmo os portugueses tendo que contornar todo o continente africano, obtinham lucros astronômicos, na lógica do capitalismo comercial (no qual, ainda com altíssimos custos, o retorno financeiro também era enorme), o que estimulou bastante as grandes navegações.

Quanto ao território na América, ao contrário das civilizações cheias de ouro e prata para serem roubadas na parte americana dominada pela Espanha, o nosso território apenas oferecia o pau-brasil, entre outros produtos comerciais interessantes, não requeriam a presença continuada no território, haja vista que sua obtenção era mais fácil através do escambo (troca de bugigangas com os índios). Além disso, os indígenas aqui viviam na idade da pedra, não apresentavam cidades ou complexas estruturas governamentais.

Além disso, não havia uma população tão grande em Portugal como a que existia na Espanha, de modo que era mais interessante, do ponto de vista do lucro financeiro, investir em navios para ir às Índias, ou cultivar a cana-de-açúcar nas ilhas de Madeira e Cabo Verde,  haja vista estarem mais próximas do continente europeu.

Desse modo, apenas cerca de trinta anos após a "descoberta do Brasil", quando o comércio com as Índias e outros países orientais deixou de ser tão rentável e Portugal desenvolveu a tecnologia para o cultivo da cana-de-açúcar nas ilhas de Madeira e Açores, com uma lucratividade astronômica com a venda do açúcar, bem como outras nações europeias (especialmente a França) ameaçavam tomar o território que hoje seria o Brasil, Portugal promoveu o sistema de capitanias hereditárias como uma tentativa de colonizar o gigantesco território que possuía.  
(Essas são as razões pelas quais Portugal
iniciou a efetiva colonização da América).

Assim, o projeto colonizador português partia de experiências já realizadas em algumas ilhas, através das capitanias hereditárias, de modo que transferia os principais gastos do empreendimento colonizador para particulares, especialmente amigos do rei. Muitos que receberam essas terras, inclusive, diziam algo semelhante a "tenho de conquistar por polegada as terras que o rei me dá em quilômetros", devido ao combate constante com os índios e com os franceses.

2 5 2