Respostas

2014-03-11T22:02:33-03:00
Os romanos levantavam-se ao nascer do sol, dado as ruas não serem iluminadas e nas casas apenas haviam candeias de azeite.
Lavavam a cara e calçavam as sandálias ou socos de madeira, não perdendo tempo para se vestirem, dado dormirem com a roupa do dia-a-dia (uma ou várias túnicas sobrepostas, dependendo da época do ano) De seguida, tomavam a 1ª refeição – pão, queijo e água.
       Os rapazes das famílias mais abastadas iam para a escola, acompanhados pelo seu escravo de confiança - o pedagogo. Os mais ricos aproveitavam a manhã para receber nas suas casa (domus) os seus clientes a quem ofereciam, normalmente uma cesta de comer. Assim, também tratavam dos seus negócios e assuntos particulares:
Iam visitar as suas propriedades;
Escreviam cartas se fossem magistrados poderiam estar a julgar alguns casos em tribunal, se fossem senadores, estariam no senado a discutir os assuntos públicos.O passeio pelo fórum (praça pública) para conhecer as últimas novidades, discutir assuntos públicos e socializar com os amigos.   Por volta do meio dia, os romanos paravam para a 2ª refeição. Esta era ligeira – carnes frias, fruta, legumes e vinho.Após a refeição, voltavam aos seus trabalhos, parando habitualmente a meio da tarde para se entregarem aos prazeres dos banhos.Nas casas mais ricas, havia banhos privados, mas os romanos gostavam de ir aos banhos públicos – Termas, onde podiam tomar banhos de água quente, morna ou fria. Também ali faziam exercícios físicos no ginásio, desfrutar de massagens e  outros prazeres, como jogos de dados, bolas e damas, entregar-se à leitura na biblioteca ou conversa com os amigos. O dia terminava com a refeição principal, a ceia (cena). Os mais ricosgostavam de convidar amigos para os seus banquetes.
     Comiam vários pratos, servidos por escravos em travessas comuns, de onde o convidado retirava a comida com uma colher ou mesmo com as mãos.
Depois do banquete vinham as distracções como músicos, bailarinas ou recitais de poesia.
       Para os mais pobres, o trabalho prolongava-se até mais tarde e a ceia era mais pobre, valendo-lhes as distribuições gratuitas de trigo por ordem do Imperador.
Deitavam-se cedo e levantavam-se ao romper/nascer do sol para iniciarem o seu dia de trabalho.