globalização é o processo de integração no mundo , o efeito é o desemprego , pois pessoas são substituídas por máquinas .., e o desmatamento .. globalização faz parte do nosso dia a dia , como agora nesse meio de internet

Respostas

2014-03-13T15:48:26-03:00
A globalização é um fenômeno capitalista e complexo que começou na época dos Descobrimentos e que se desenvolveu a partir da Revolução Industrial. Mas o seu conteúdo passou despercebido por muito tempo, e hoje muitos economistas analisam a globalização como resultado do pós Segunda Guerra Mundial, ou como resultado da Revolução Tecnológica.

Impacto
A globalização afeta todas as áreas da sociedade, principalmente comunicação, comércio internacional e liberdade de movimentação, com diferente intensidade dependendo do nível de desenvolvimento e integração das nações ao redor do planeta.

GLOBALIZAÇÃO DA ECONOMIA
A globalização da economia é o processo através do qual se expande o mercado e onde as fronteiras nacionais parecem mesmo desaparecer, por vezes, nesse movimento de expansão. Trata-se da continuação do processo de internacionalização do capital, que se iniciou com a extensão do comércio de mercadorias e serviços, passou pela expansão dos empréstimos e financiamentos e, em seguida, generalizou o deslocamento do capital industrial através do desenvolvimento das multinacionais.



1. Causas e Efeitos da Globalização da Economia

Causa una, causa nula. S.T.Aquino
Um dos principais factores, que tem conduzido para a corrida generalizada à globalização, tem sido o fenómeno das privatizações, um pouco por toda a parte. Privatização das empresas públicas, por um lado, e da desregulamentação (reduzindo ou desmantelando os monopólios), por outro, tem contribuído para o aumento da fluidez dos mercados e da concorrência.

A liberdade de trocas tornou-se num fenómeno de moda e levou à constituição de zonas de total liberdade económica, como é o exemplo da criação do mercado único entre os Estados Unidos e o Canadá, desde 1988, e do mercado único europeu, desde 1993. É também nesta linha que se insere a assinatura de acordos de livre-troca entre o Brasil e a Argentina e a Austrália e a Nova Zelândia.

Neste novo contexto, a ideologia da economia de mercado encontra-se numa fase de expansão e assiste-se à internacionalização dos mercados e da concorrência que se acelera, por um lado, sob o efeito cumulativo de factores favoráveis e, por outro, do próprio tempo conforme se sumariza no Quadro 1.

Factores de Aceleração da Globalização
Abertura das Fronteiras: EUA/Canadá, Europa Circulação dos produtos internacionais
Multiplicação das aquisições e fusões de empresas
Multiplicação do número de multinacionais
Aumento das viagens de homens de negócios
Serviços Internacionais para as empresas: bancos, consultores, auditores, etc. Comunicações Circulação das imagens
Transmissão rápida das modas e "snob effect"
Globalização dos gostos e convergência das preferências
Segmentação de clientes transnacionais: adolescentes, yuppies, executivos
Pordutos e marcas com abrangência mundiais
Mensagens universais ou transculturais Produtos Mundiais Baixo custo da tecnologia
Fábricas de vocação mundial
International sourcing ou aquisição fora das fronteiras
Internacionalização de equipamentos, componentes, sub-contratantes e fornecedores Distribuição Mundial Transportes intrenacionais mais rápidos
Redes de transmissão de dados de equipamentos de telecomunicações
Padrões mundiais e internacionalização dos serviços Viagens-Turismo Clientes-Viajantes
Necessidade de presença dos produtos noutros países
Padrões mundiais de qualidade e internacionalização dos serviços aos clientes-viajantes
Internacionalização dos hotéis, bancos, organizadores de viagens, etc.

Quais são, afinal, os efeitos culturais da globalização?

O processo de constituição de uma economia de caráter mundial não é nada novo. Já no período colonial houve tentativas de integrar espaços intercontinentais num único império, quando a idéia de “dominar o mundo” ficou cada vez mais próxima. Por outro lado, a integração das diferentes culturas e povos como “um mundo” já foi desejada há muito tempo e continua como meta para muitas gerações. Sob esta ótica, o conceito de globalização poderia ter um duplo sentido, se ele não fosse tão marcado pelo desenvolvimento neoliberal da política internacional.

By Nathy