Respostas

2014-03-13T23:19:02-03:00
A teoria da Abiogênese afirmava que a vida surgiu de forma espontânea a partir da matéria bruta. Povos antigos da China, Índia e Egito já eram adeptos a essa possibilidade. Os principais defensores dessa teoria são Aristóteles, Helmont e Needham. 
Aristóteles (384 a.C - 322 a.C) tentando explicar o surgimento da vida, admitiu que ela pudesse se originar da matéria bruta de modo espontâneo, porém era necessário a existência de um princípio ativo. Helmont (séc. XVII) concordava com o pensamento de Aristóteles e escreveu uma receita para produzir ratos em 21 dias, a partir da mistura de suor humano com germe de trigo, que seriam o "pricípio ativo". Needham (1713-1781) ao aquecer e reaquecer vários caldos de galinha e de vegetais em tubos de ensaio verificava que após alguns dias surgiram microorganismos, mas sabemos que ele não aquecia os caldos a temperaturas suficientes para matar os microrganismos, nem tampouco esterilizava as vidrarias. 

A teoria da Biogênese afirmava que os seres vivos originam-se de outros seres já existentes. Ela teve como adeptos principais Redi, Spallanzani e Pasteur. 

Helmot vs Redi (1926-1697)
 
Foi considerado um dos primeiros adeptos da biogênese. Colocando alguns pedaços de carne em frascos tampados em telas e frascos abertos observou que alguns dias depois só apareciam vermes nos frascos abertos. 

Spallanzani (1729-1799) vs Needham

Realizou novamente a experiência de Needham afirmando e demonstrando que ele não tinha aquecido os caldos nutritivos o suficiente para matar os microrganismos já existentes.

Louis Pasteur (1822-1895)

Argumentava que os microrganismos estavam presentes em qualquer matéria inanimada e que a esterilização os mataria sem precisar destruir o princípio ativo.