É importante notar que os senhores feudais não tinham a propriedade absoluta de suas terras. A maior parte delas eram doações feitas pelo rei ou por nobres mais poderosos, que, em troca, recebiam auxílios em épocas de conquistas. Havia também doações feitas com o objetivo de estabelecer laõs de fidelidade e aumentar o poder. As doações poderiam ser retiradas, caso o recebedor desses benefícios não cumprisse o juramento e as obrigações para com o doador. Por isso, vínculos e relações, bastantes personalizados, também se estabeleciam entre os membros da nobreza.
As relações de fidelidade referidas no texto organizaram-se:

a) da prática do comitatus, herdada dos germanos;


b) do beneficium cultivado nos mosteiros e conventos;


c) do colonato, herdado das relações de trabalho entre gregos;


d) das banalidades, praticadas pela Igreja na cobrança do dízimo;


e) da corvéia, benefício concedido ao vassalo que participava da defesa do feudo.

1

Respostas

2014-03-16T15:16:43-03:00
A resposta e a letra e..  da corveia, beneficio concedido ao vassalo que participava da defesa feudal
1 5 1