DIMENSÕES DA TRAGÉDIA URBANA
O crescimento urbano no Brasil se fez, em grande parte, fora da lei (sem levar em conta a legislação urbanística de uso e ocupação do solo e o código de obras), sem financiamento público (ou ignorado pelas políticas públicas) e sem recursos técnicos (conhecimento técnico de engenharia e arquitetura). Sem alternativas, a população se instalou como pôde com seus parcos recursos e conhecimento.A autoconstrução de casas em loteamentos ilegais ou em terras ocupadas irregularmente conduziu, ao final de muitos anos, a um grande desastre. Em alguns lugares, a ausência da gestão pública, a inexistência de qualquer contrato social remete a região para a "terra de ninguém" onde "a lei é do mais forte". Isolados da "cidade oficial" ou da "cidade legal", esses depósitos de pessoas marcados pelo abandono são produto de iniciativas populistas, bem sucedidas do ponto de vista eleitoral, mas que resultam numa tragédia em termos sociais, urbanos e ambientais. (Adaptado de: Ermínia Maricato.)

Agora leia esse trecho de uma música chamada de "Periferia é Periferia"

(...) Periferia é periferia.
"Milhares de casas amontoadas"
Periferia é periferia.
"Vacilou, ficou pequeno. Pode acreditar"
Periferia é periferia.
"Em qualquer lugar. Gente pobre"
Periferia é periferia.
"Vários botecos abertos. Várias escolas vazias."
Periferia é periferia.
"E a maioria por aqui se parece comigo"
Periferia é periferia.
"Mães chorando. Irmãos se matando. Até quando?"
Periferia é periferia.
"Em qualquer lugar. É gente pobre."
Periferia é periferia.
"Aqui, meu irmão, é cada um por si"
Periferia é periferia.
"Molecada sem futuro eu já consigo ver"
Periferia é periferia.
"Aliados, drogados, então..."
Periferia é periferia.
"Deixe o crack de lado, escute o meu recado."

1- Faça uma dissertação relacionando os dois textos entre si.

GALERA QUEM PUDER ME AJUDAR SÓ FALTA ESSA NÚMERO 1 PRA EU FAZER QUEM FOR BOM EM PORTUGUÊS E PUDER AJUDAR EU AGRADEÇO MUITO.
OBS; O TRABALHO JÁ ESTÁ TODO FEITO CONTANTO QUE ESTOU ESCREVENDO A 2 E A 3 LOGO ABAIXO, PORÉM MEU TEXTO DA NÚMERO 1 EU ACHEI HORRÍVEL ENTÃO RESOLVI JOGAR AKI PRA VER SE ALGUÉM PODERIA AJUDAR COM ELA.

2.Em sua opinião, que relação existe entre ocupação desordenada do solo e problemas ambientais, como aponta Ermínia Maricato em seu texto?

A bagunça e a desorganização, estão relacionadas
uma com a outra Por Exemplo : Gatos em Fios Elétricos , Casas sem Engenharia e Arquitetura Feitas Somente por Moradores, etc

3. Quais são os principais problemas urbanos citados na letra do rap ?

Drogas , Pobrezas e Mortes

2
desde que de umas 4 ou 5 linhas no caderno
ok
eu tentei haha
mt obrigado
De nada

Respostas

2014-03-17T19:49:38-03:00
   Em locais inadequados as pessoas foram obrigadas a se alojar, não foi uma opção e sim, uma obrigação, implorar por ajuda aos governantes foi inútil, ninguém se moveu para evitar esse aglomeramento, essa pobreza.
   A paisagem que atualmente está formada tem suas raízes no passado, algo que inicialmente foi ignorado.
   Hoje, tenta-se mudar, mas a situação saiu fora do controle, não há mais formas para conter, e se há não começaram tão cedo. 
1 5 1
2014-03-18T15:14:56-03:00
Tendo em vista a ausência do poder público na construção de unidades habitacionais, a população, vendo-se órfã, imprimiu vontade própria, arregaçou as mangas e construiu, suas próprias moradias. Porém, a falta de planejamento técnico, fez com que as casas fossem levantadas de forma desordenadas, onde espaços que poderiam ser ocupadas de forma racionais, se viram apertadas em amontoados de construções com bares, casas e congêneres.
Essa desproporcionalidade, desencadeia, fatalmente, em aglomerados de construções e pessoas, proliferando, infelizmente, as ofertas de "emprego" e dinheiro rápidos: o tráfico.
Sem escolas, ou essas distantes de sua moradia, pais precisam trabalhar fora, deixando seu filhos sozinhos em casa, o profissional do crime arregimenta soldados, prolifera a marginalização,as drogas e os homicídios.
O poder público se enclausura em suas fortalezas pessoais, enquanto a massa, distante da arquitetura oficial, se marginaliza às suas vistas, dando votos de cabresto em troca de pão e leite.
É isso!