Respostas

2014-03-18T11:30:00-03:00
Resumo
As atividades dos profissionais que trabalham com produtos cartográficos (sejam aqueles que idealizam ou que elaboram esses produtos) tem sido destacadas nos últimos anos, tanto no campo do bacharelado, com a aplicação de novas (geo)tecnologias cartográficas nos setores da saúde, ordenamento urbano, gestão ambiental, etc; quanto nos setores ligados a educação, em que a questões ambientais, sociais, culturais e econômicas vem tendo cada vez mais importância e visibilidade na atualidade, onde também essas tecnologias cartográficas são empregadas. Todavia, conceitos e categorias da cartografia não podem ser, pois a utilização dos elementos que completam um produto cartográfico (mapa, carta, planta, globo, maquete, etc), devem ser utilizados, pois a ausência desses elementos dificultam o entendimento do que se pretende representar cartograficamente. Assim, a orientação, título, escala, projeção e legenda são conceitos-chave importantes para se aliarem às técnicas cartográficas para o entendimento e ocupação do espaço geográfico, caso contrário, as ações mecânicas que se estabelecem com o “apertar botão”, existentes em softwares de geoprocessamento podem colocar uma cortina sobre fatos importantes, que encobrem a capacidade crítica do profissional em entender o seu objeto de estudo, assim, mais do que a discussão das ferramentas cartográficas, deve-se discutir os conceitos e categorias da ciência cartográfica para se compreender o espaço geográfico. Esse texto é uma contribuição na discussão sobre a representação espacial e as características da linguagem cartográfica, que deve ser utilizada na elaboração de um produto cartográfico.