Respostas

2013-01-31T16:13:35-02:00

Conjunções Coordenativas

1) Aditivas: ligam orações ou palavras, estabelecendo relação de soma, adição de idéias.

São elas: e, nem, mas também, quanto, como, mas ainda, bem como, como também, senão ainda.

2) Adversativas: ligam duas orações ou palavras, expressando uma relação de oposição (idéia contraria), ou compensação.

São elas: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante, senão (= mas), apesar disso, ao passo que.

3) Alternativas: ligam orações independentes, expressando ideia de alternância ou escolha, estabelecendo entre elas uma relação de separação ou exclusão.

São elas: ou, ou...ou, ora, já...já, quer...quer, seja...seja, talvez...talvez.

4) Conclusivas: ligam à anterior uma oração que expressa ideia de conclusão ou consequência.

São elas: logo, pois (depois do verbo), portanto, por conseguinte, por isso, assim, em vista disso, de modo que, de maneira que, de forma que, se sorte que. 


5) Explicativas: são aquelas que unem duas orações, das quais a segunda explica o conteúdo da primeira.

São elas: que, porque, pois (antes do verbo) , porquanto.

Conjunções Subordinativas 

São aquelas que ligam duas orações, sendo uma delas dependente da outra. A oração dependente, introduzida pelas conjunções subordinativas, recebe o nome de oração subordinada. 


As conjunções subordinativas subdividem-se em integrantes e adverbiais:

1. Integrantes

Indicam que a oração subordinada por elas introduzida completa ou integra o sentido da principal. Introduzem orações que equivalem a substantivos. São elas: que, se. 

2. Adverbiais

São as que ligam duas orações, sendo que a segunda é adjunto adverbial da primeira, ou seja, a segunda expressa circunstância de causa, comparação, proporção, tempo, condição, concessão, finalidade ou conseqüência.

a) Causais: Iniciam oração que indica a causa, o motivo, a razão do efeito expresso na oração principal.

São elas: porque, que, como (= porque, no início da frase), pois que, visto que, uma vez que, porquanto, já que, desde que, etc.


b) Comparativas: introduzem uma oração que expressa ideia de comparação com referência à oração principal. 

São elas: como, assim como, tal como, como se, (tão)...como, tanto como, tanto quanto, do que, quanto, tal, qual, tal qual, que nem, que(combinado com menos ou mais).


c) Proporcionais: introduzem uma oração que expressa um fato relacionado proporcionalmente à ocorrência da principal, da idéia de proporção.

São elas: à medida que, à proporção que, ao passo que, quanto menos... (mais), quanto mais... (menos), 

d) Temporais: que ligam duas orações, sendo que a segunda expressa circunstância de tempo.

São elas: quando, enquanto, antes que, depois que, logo que, todas as vezes que, desde que, sempre que, assim que, agora que, até que, mal (= quando).

e) Condicionais: introduzem uma oração que indica a hipótese ou a condição para ocorrência da principal. 

São elas: se, caso, contanto que, salvo se, a não ser que, desde que, a menos que, dado que, sem que.

f) Concessivas: introduzem uma oração que expressa ideia contrária à da principal, sem, no entanto, impedir sua realização. 

São elas: embora, ainda que, apesar de que, se bem que, mesmo que, por mais que, posto que, conquanto, suposto que, por menos que.


g) Finais: iniciam uma oração subordinada que indica a finalidade da oração principal.

São elas: para que, a fim de que, que, porque (= para que), que.


h) Consecutivas: iniciam uma oração na qual se indica a conseqüência do que foi declarado na anterior.

São elas: de sorte que, de modo que, sem que (= que não), de forma que, de jeito que, ( que, tendo como antecedente na oração principal uma palavra como tal, tão, cada, tanto, tamanho).

i) Conformativas: introduzem uma oração em que se exprime a conformidade de um pensamento com o da oração principal.

São elas: conforme, como (= de acordo), segundo, consoante, que ( = conforme)

1 5 1