Respostas

2013-05-19T21:25:29-03:00

Caloria é uma medida de energia, que eqüivale a quantidade de calor necessária para se elevar de um grau centígrado um grama de água (no passado costumava-se definir caloria como a quantidade de calor necessária para se elevar de 14,5°C para 15,5°C um grama de água, mas medidas recentes mostraram que de 8°C a 80°C este calor é constante com uma precisão de 0,2%). Como esta unidade de energia é muito pequena utiliza-se, na prática, uma unidade mil vezes maior, ou seja, a quilo-caloria, abreviada pelas letras kcal. É comum utilizar-se a palavra Caloria, com letra maiúscula, para se designar a quilo-caloria, o que leva a uma certa confusão de unidades, pois a pronúncia desta palavra não se altera pela presença, ou não, da letra maiúscula. 

Se algum alimento é digerido pelo corpo humano, energia é gerada na forma de calor, que é o combustível do corpo. Se o processo de transformar alimento em energia cessa (a pessoa morre) o corpo humano esfria para a temperatura ambiente. Esta energia calorífica fornecida pelos alimentos vem da decomposição de compostos complexos de carbono e hidrogênio sendo transformados pelo corpo (metabolizados) em compostos simples de carbono e água. 

As calorias podem ser obtidas dos carboidratos (açúcares), das proteínas, das gorduras e do álcool. O teor calórico dos alimentos não tem nada a ver com o seu teor de vitaminas e sais minerais. Uma dieta bem balanceada deve então, considerar a necessidade calórica de cada indivíduo, bem como sua necessidade de vitaminas e sais minerais. Este conjunto de calorias, vitaminas, sais minerais é o que se chama aqui de nutrientes dos alimentos. 

A maneira prática de se observar se você esta ingerindo mais calorias do que necessita está na observação da quantidade de gorduras localizada no seu corpo. A gordura é uma espécie de reserva que o organismo humano aprendeu a fazer, quando tem alimentação de sobra, para as horas de necessidade. Lembre-se de que na época das cavernas a alimentação era muito irregular...a necessidade de calorias de cada pessoa depende muito do nível de atividade física de cada pessoa, como mostrado na figura abaixo.. 

Com atividade física continuada as calorias armazenadas nos tecidos gordurosos são gradualmente mobilizadas para fornecer energia para o corpo. Além disto a massa muscular irá também aumentar gradualmente consumindo mais energia e assim por diante. Tudo isto só acontecerá se o total calórico ingerido pela pessoa estiver abaixo dos valores mostrados na figura 1. Uma pessoa de oitenta quilos de peso corpóreo necessita, em repouso, de cerca de 77 kcal de energia por hora, o que corresponde a 1848 kcal por dia. Se esta pessoa andasse uma hora por dia e repousasse o resto do tempo seu consumo calórico seria (276x1)+(77x23)=2047 kcal. Em atividade moderada, considera-se que esta pessoa tem um consumo de energia indicado na barra intermediária da figura, ou seja, 143 kcal por hora. Repousando uma média de 8 horas por dia e em atividade moderada durante o restante do dia esta pessoa teria um consumo calórico diário de (77x8)+(143x16)=2904 kcal. 

Se esta pessoa for de atividade moderada e fizer uma caminhada diária de uma hora, ela irá necessitar de (276-143)=133 kcal, além das suas necessidades normais. Isto corresponde a 14,8 gramas de gordura por dia. Considerando que a pessoa ingeriu exatos 2904 kcal de alimentos, esta necessidade extra de 133 kcal será retirada do seu depósito de gordura. É claro também que uma pequena barra de chocolate de 22 gramas irá colocar água abaixo todo o exercício de se andar uma hora. 

Gorduras

As gorduras (uma classe dos LIPÍDIOS) não têm átomos de nitrogênio nas suas moléculas, como os açúcares, mas não são solúveis em água. Assim as comidas ricas em gorduras têm pouca água em sua composição e fornecem 9 kcal de energia para cada grama de gordura. Peso-por-peso, então, as gorduras fornecem muito mais energia do que os carboidratos e as proteínas. Além disto a digestão das gorduras é muito mais lenta, do que os carboidratos e proteínas, fazendo com que as pessoas que as ingerem se sintam saciadas muito mais tempo. 

Como já mencionado, a boa nutrição recomenda que o teor calórico de gorduras na dieta não seja superior a 30% do teor total calórico ingerido. Existe, entretanto, uma certa necessidade de ingestão de gorduras, uma vez que algumas das vitaminas necessárias ao bom funcionamento do corpo são solúveis em gordura e não são solúveis em água, como veremos mais a frente. 

Quimicamente existe uma diferença entre as gorduras encontradas nos cereais e vegetais (chamadas de poli-insaturadas) das gorduras de origem animal , manteigas e óleo de coco (chamadas de saturadas). O nome "saturada" é usado em química de duas maneiras diferentes: uma delas se refere a quantidade máxima que uma solução pode suportar de soluto, sem que este precipite da solução. Por exemplo, açucar pode ser dissolvido em água até a solução ficar saturada. Deste ponto em diante não se consegue dissolver mais açucar na água. A outra utilização da palavra saturada ocorre na química orgânica, quando todas as ligações dos átomos de carbono na molécula são ligações simples e estas estão formadas com outros átomos (em geral hidrogênio). 

As gorduras poli-insaturadas são geralmente líquidas na temperatura ambiente, como por exemplo o óleo de milho. As industrias têm de "hidrogenar" os óleos vegetais para transformá-los em margarina. Quando esta hidrogenação é feita, parte da gordura poli-insaturada se transforma em saturada. As gorduras saturadas são consideradas de mais alto risco do que as gorduras poli-insaturadas no que se refere as doenças coronárias. Assim, ao se escolher um óleo para cozinha deve-se utilizar aquele com o menor teor de gordura saturada possível, uma vez que não existe diferença entre o teor total de calorias entre eles.

 

 

espero que tenha ajudado.

1 5 1