Como os fósseis podem ser utilizados como indicadores cronológicos?

1
Os fósseis são registros que representam um resto de ser vivo de uma determinada época. Assim, ao descobrirmos um fóssil, ele é o INDICADOR DA ÉPOCA em que a rocha que o contém foi formada.
Por exemplo, ao encontrar um fóssil de dinossauro, sabemos que a rocha que o contém é da Era Mesozóica (252 a 66 milhões de anos atrás). Se encontrarmos um fóssil de peixe Placodermo, automaticamente sabemos que a rocha que o preservou tem entre 416 e 359 milhões de anos, quando esses peixes viveram.
É assim que os fósseis são usados como indicadores cronológicos. Os melhores para esse fim são os microfósseis, ou fósseis microscópicos.

Respostas

2014-03-21T20:37:16-03:00
Os fósseis tem em sua composição substâncias como o carbono-14, emissoras de partículas radioativas. É através do cálculo do tempo de meia vida do carbono-14 que é possível saber há quanto tempo o ser vivo faleceu pois parou de repor a taxa do isótopo do carbono. 
O tempo de meia vida varia de substância para substância. Pode durar horas, mas pode durar milhares de anos. O tempo de meia vida é nada mais nada menos que o tempo para que a massa da substância radioativa se reduza pela metade devido à emissão dessas partículas.
5 2 5
Na verdade, o carbono 14 só é encontrado nos fósseis mais recentes do Período Quaternário. Para os fósseis mais antigos, como dinossauros, não dá para usar esse método para a datação.