Completamente analfabeto, ou quase, sem assistência médica, não lendo jornais, nem revistas, nas quais se limita a ver as figuras, o trabalhador rural, a não ser em casos esporádicos, tem o patrão na conta de benfeitor. No plano político, ele luta com o “coronel” e pelo “coronel”. Aí estão os votos de cabresto, que resultam, em grande parte, da nossa organização econômica rural. LEAL, V. N. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Alfa-Ômega, 1976 (adaptado) O coronelismo, fenômeno político da Primeira República (1889-1930), tinha como uma de suas principais características o controle do voto, o que limitava, portanto, o exercício da cidadania. Nesse período, esta prática estava vinculada a uma estrutura social Alternativas: a)igualitária, com um nível satisfatório de distribuição da renda. b)estagnada, com uma relativa harmonia entre as classes. c)tradicional, com a manutenção da escravidão nos engenhos como forma produtiva típica. d)ditatorial, perturbada por um constante clima de opressão mantido pelo exército e polícia. e)agrária, marcada pela concentração da terra e do poder político local e regional.

1

Respostas

2013-05-25T10:10:19-03:00

Alternativa E,

afinal no Brasil dessa época as terras estavam concentrada na mãos de poucos e quem tinha essas terras tinha o poder político economico. 

1 2 1