Respostas

2014-03-29T21:47:07-03:00
Bem, fazendo o cálculo:
Pai: ii x i^ai^b (mãe)
      ii^a, ii^b 
Nesta relação, consta que a criança pode ser tanto ii^a (A) como ii^b (B);
Como ambos os pais têm o Rh dominante (Rh +, representado por RR) então, neste aspecto também é possível.
Quando ao MN:
L^ML^N x L^ML^M
L^ML^M,L^NL^M
Neste aspecto as possibilidades são MM ou MN. Pois, obrigatoriamente ele recebe um alelo do pai e um da mãe. Para ser NN, os dois pais teriam que ser compatíveis com o alelo, no entanto, neste caso, não é possível.
Então, a criança não é compatível aos pais no sistema MN. 
Espero ter ajudado! ;)
1 5 1
A melhor resposta!
2014-03-29T21:52:52-03:00
Vamos avaliar uma característica de cada vez.

Sistema ABO: se o pai é O, ele tem genótipo ii e se a mãe é AB tem genótipo IAIB. dessa forma, a criança pode ser A, visto que seu genótipo será IAi.

Sistema Rh: como o pai e a mãe são Rh+, a criança claramente poderá ter genótipo +, visto que os pais possuem informações para a produção da proteína.

Sistema MN: esse sistema é um exemplo de codominância. para o indivíduo ser MN, ele obrigatoriamente deverá ter a informação M e a N, para ser NN, deverá ter recebido cada N de um parental o que também ocorre para o genótipo MM. Dessa forma, a criança não poderia ser NN, visto que sua mãe não possui o alelo N para compor seu genótipo.

Portanto, a criança não pode possuir essa mãe.
1 5 1