Respostas

2014-03-31T14:08:20-03:00
Há mais de dez anos lançamos o Projeto Educação Moral para Formação do Homem, onde desenvolvemos uma filosofia espiritualizante da educação, com a aplicação da Pedagogia da Sensibilidade para chegarmos à Escola do Sentimento. A base do projeto e da filosofia é a educação moral do ser. Em que consiste essa educação é o objeto deste texto.Devemos esclarecer que entendemos o homem, seja ele criança, jovem ou adulto, como um ser criado por Deus e dotado de potencialidades a serem desenvolvidas pelo processo de educação, conforme entendimento do mestre Pestalozzi, de quem colhemos maravilhosas inspirações. Essas potencialidades, já o sabe a ciência, podem ser classificadas em dois grandes grupos: a inteligência (ou cognitivo) e o emocional (ou sentimento). O homem é dotado de inteligência e de sentimento, e hoje aprendemos com as pesquisas psicológicas que não basta realizar o desenvolvimento congnitivo (da inteligência). É necessário, igualmente, realizar o desenvolvimento emocional do indivíduo. Aqui está a base da educação moral.Desenvolver emocionalmente significa trabalhar para que o indivíduo incorpore ao seu psiquismo as virtudes (que ainda muitos educadores consideram uma palavra fora do vocabulário da pedagogia), ou, se quiserem, os valores humanos que o façam uma pessoa honesta, solidária, cooperativa, paciente, trabalhadora, persevernate, justa, ética, cidadã. Esse é o trabalho da educação moral. E deixemos claro não se tratar de educação religiosa. A educação moral nada tem a ver com a religião, com nenhuma doutrina religiosa, por melhor que ela seja.A educação moral, conforme escrevemos no livro "A Educação Moral e Sua Aplicação na Família e Escola", que teve como primeira edição o título "O Espírito da Educação", pode ser assim entendida:"Entendemos a educação como sendo formadora da moral e da inteligência do homem, em outras palavras, como sendo o elemento que desenvolve toda a potencialidade existente no ser humano, por isso que compreender a educação é saber direcionar o homem no mundo. Educar é transformar. Educar é potencializar. Educar é trabalhar tanto a inteligência quanto a moral, para que o homem saiba, através da moral, o que fazer da inteligência. Compete à educação levar o homem para objetivos definidos em sua vida, em que ele tome atitudes baseadas na sua plena consciência, sabendo que não vive isolado ou apenas para si, mas numa coletividade, numa sociedade organizada em que, se tem direitos, possui também deveres. A educação do caráter gera responsabilidades. A educação moral gera seres sensibilizados, com sentimento no coração, que irão buscar o desenvolvimento da inteligência para o progresso comum"Na educação moral.trabalhamos para que o indivíduo, na sua singularidade, faça crescer seu senso moral diante de situações-desafio que o fazem pensar e colocar-se no contexto da vida. Com sua criticidade aguçada, saberá então dinstinguir o bem e o mal, para si e para os outros, sem discursos falseadores.