Respostas

2014-04-02T14:06:17-03:00
Intentona Comunista é o nome pelo qual é conhecido o levante comunista de 1935, no Brasil. 
Existem várias versões para o caso, mas a hipótese mais aceita é a de que teria sido realmente planejado em conjunto com a Internacional Comunista (Comintern). O grupo organizador, no Brasil, era composto por Luís Carlos Prestes e sua mulher, Olga Benário, além de Rodolfo Ghioldi, Arthur Ernest Ewert, Ranieri Gonzales e alguns outros membros do Partido Comunista do Brasil (PCB). 
O levante aconteceu em pontos esparsos do território nacional, a saber: em Natal e arredores, entre 23 e 25 de novembro; em Recife, logo após; e Rio de Janeiro, em 27 de novembro. O último levante, no Rio, é considerado como apenas um ato de lealdade dos conspiradores sediados nessa cidade, pois havia ficado claro que o movimento não teria chances reais de revolucionar o país. 
Ainda a respeito levante do Rio de Janeiro, os militares propagaram durante muitos anos uma versão que dava conta do suposto assassinato durante o sono de oficiais que não quiseram se rebelar por parte dos comunistas. Contudo, há documentos oficiais que revelam que os quartéis do Rio de Janeiro estavam em prontidão e não haveria militares que pudessem estar dormindo em tais condições. Até recentemente, eram feitas comemorações públicas pelo exército em 27 de novembro, no cemitério S.João Batista, em homenagem aos militares legalistas mortos durante a intentona, as quais davam oportunidade, antes e durante a ditadura militar de 1964-1985, a ameaças, demonstrações de força, articulações golpistas e manifestações anti-comunistas histéricas de ultras de Direita entre os militares. 
Precisamente por isto, estas festividades foram tidas como incompatíveis com a legalidade democrática restaurada em 1985 e discretamente descontinuadas durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Um monumento às vítimas (legalistas) da Intentona continua erguido na Praia Vermelha. 
O movimento preparou caminho para que Getúlio Vargas decretasse o Estado Novo em 1937, golpe que se motivou oficialmente pela "ameaça comunista".
1 1 1