Respostas

2014-04-02T18:43:19-03:00
Um portefólio corresponde ao conjunto dos trabalhos desenvolvidos, ao longo de um certo período de tempo, por exemplo um ano lectivo. Constitui o registo diário da evolução das aprendizagens, ao nível dos conhecimentos e das competências e, por isso, é um instrumento inacabado que vai permitindo corrigir erros. Trabalhar com portefólios requer a nossa intervenção activa na construção de conhecimentos e no desenvolvimento de competências, em vez de recebermos passivamente as informações transmitidas pelo professor. Esta metodologia de trabalho envolve-nos na planificação das aprendizagens através de projectos concretos. Em primeiro lugar, devemos começar por conhecer e discutir os objectivos da disciplina e dos temas que nela se desenvolvem. Este primeiro passo implica registar e sistematizar os referidos objectivos. Os conceitos importantes, a análise dos temas, a relação entre temas, a sua compreensão e a avaliação exigem o recurso a diversas técnicas e instrumentos de trabalho, desde o brainstorming até aos testes, passando pela análise de textos e de conceitos, pelas sínteses, pelos diários de aula, pelos relatórios ou pelos mapas conceptuais. Os tempos e as formas de apresentação dos trabalhos deverão ser negociados com o professor. O portefólio materializa-se numa pasta que inclui o material recolhido e produzido e deverá ser partilhado com a turma, entre diversas turmas, com os pais ou com outras pessoas que se interessem pelos temas trabalhados, e pode, por exemplo, ser parcialmente apresentado nas páginas da Internet da escola. Este instrumento de trabalho estimula a reflexão sobre as aprendizagens e motiva facilmente não só quem o produz, mas também quem dele partilha. A metodologia de trabalho por portefólio prende-se com a qualidade dos trabalhos e não com a sua quantidade. Empilhar documentos numa pasta serve de muito pouco. Por exemplo, um conjunto de definições de conceitos ou de análises de temas, recolhidos da Internet, que não sejam utilizados e trabalhados, constitui uma pura perda de tempo e gasto de recursos, não se traduzindo em nada de útil e não podendo, por isso, ser avaliado.