No mundo antigo, de forma específica no mundo grego clássico, o trabalho, embora necessário, tinha um conceito negativo perante a classe dominante, mas não de forma absoluta, ou seja, existiam trabalhos que realmente permitiam aos homens exaltarem os seus valores, como por exemplo, o campo de batalha. Essa aparente dicotomia entre trabalho e luta, tinha como fundamento:

2

Respostas

2014-04-08T17:00:03-03:00
Esta é a tradução fiel e correta, em língua portuguesa, realizada a partir do livro Talmud de
Jmmanuel original em alemão, e que pode ser adquirido neste Website Oficial FIGU indicado
abaixo, em língua alemã original, para que sejam realizadas as devidas e justas comparações
correias, passagem por passagem, desta tradução em português com o original em alemão,
por académicos e outros estudiosos sérios devidamente capacitados, ou de cátedra, e que
realmente conheçam a língua alemã e a língua portuguesa castiças, em todas as suas
sutilezas, com muita profundidade. Esta tradução NÃO É FALSA como afirmam pessoas
desinformadas, e isso pode ser comprovado com as devidas comparações com o livro
original em alemão verdadeiro abaixo indicado. MUITA ATENÇÃO! Muito cuidado pois na
internet circulam traduções falsas deste livro fiquem atentos
2014-04-08T17:11:38-03:00
Naquele tempo e lugar, os gregos tinham uma visão de que o único TRABALHO em si, era o braçal, era como uma forma de castigo, que por sua vez era realizado pela maioria da população (os escravos). Os outros tipos de trabalho, o administrativo por exemplo, eles não viam como um trabalho em si. Desde os 7 anos os homens helenos/gregos eram preparados pra batalha, eles tinham na cabeça que eram fortes, não precisavam de proteção (os espartanos) por serem homens fortes e preparados pra batalha. Era uma questão de honra.