Helena está na fila de um banco, quando, de repente, um indivíduo, atrás na fila, se sente mal. Devido à experiência com seu marido cardíaco, tem a impressão de que o homem está tendo um enfarto. Em sua bolsa há uma cartela com medicamento que poderia evitar o perigo de acontecer o pior. Helena pensa: "Não sou médica - devo ou não devo medicar o doente? Caso não seja problema cardíaco - o que acho difícil -, ele poderia piorar? Piorando, alguém poderá dizer que foi por minha causa - uma curiosa que tem a pretensão de agir como médica. Dou ou não dou o remédio? O que fazer?"

1

Respostas

2014-04-09T19:00:02-03:00
Não da o remédio, o mais indicado é chamar emergência.
Como ai mesmo diz ela não é medica pra da medicamentos ao tal.