Entendendo a ansiedade

Ansiedade é uma palavra ____ (anafórico cujo referente é ‘ansiedade’) normalmente remete a dois diferentes tipos de situação. É com ansiedade que uma jovem espera pela chegada do namorado; mas é com ansiedade que um homem de 60 anos espera do médico o resultado de uma biópsia. Em ambos os casos estamos falando de incerteza, e diante da incerteza é normal ficarmos ansiosos. É um tipo de ansiedade que até serve de estímulo: todos nós conhecemos pessoas que trabalham melhor sob pressão.

____ (articulador com ideia de oposição) existe também uma ansiedade patológica. É ____ (anafórico que retoma ansiedade) que se manifesta sem nenhuma razão aparente. E que gera, por sua vez, um problema: assim como o pior medo é o medo de ter medo, a pior ansiedade resulta da antecipação da ansiedade, o que acarreta inclusive manifestações corporais: boca seca, tremor, palpitações. Uma situação crônica, e muito freqüente: nos Estados Unidos estima-se que 10% das pessoas (mais mulheres do que homens) sofrem de ansiedade. [...]

Uma combinação perturbadora: depressão mais ansiedade. Não é rara: ocorre em até 85% dos deprimidos crônicos. É perturbadora porque, ____ (articulador que denota tempo) a ansiedade exige que a pessoa faça alguma coisa, a depressão reduz a sua capacidade de resposta. É ___ (articulador que denota modo) chicotear um cavalo, esmagado sob o peso de uma carga excessiva, ____ (articulador que denota finalidade) ele ande mais depressa. ____ (articulador que denota tempo)ocorre aquilo que os médicos chamam de "comorbidade", tanto os sintomas da ansiedade quanto os da depressão aumentam. O tratamento antidepressivo pode, paradoxalmente, melhorar a ansiedade.

A ansiedade propriamente dita tem tratamento. Os benzodiazepínicos, tipo Valium, são medicamentos clássicos, mas podem causar dependência e tonturas (facilitando quedas). Há medidas mais naturais: exercício físico, técnicas de relaxamento, evitar cafeína e excesso de açúcar. Sem falar na terapia, que ajuda a pessoa a compreender o que está se passando com ____ (anafórico cujo referente é ‘pessoa’) própria. Entender a ansiedade significa entender a natureza humana.

(Moacir Scliar)

1

Respostas

2014-04-19T11:02:59-03:00
Entendendo a ansiedade Ansiedade é uma palavra que (anafórico cujo referente é ‘ansiedade’) normalmente remete a dois diferentes tipos de situação. É com ansiedade que uma jovem espera pela chegada do namorado; mas é com ansiedade que um homem de 60 anos espera do médico o resultado de uma biópsia. Em ambos os casos estamos falando de incerteza, e diante da incerteza é normal ficarmos ansiosos. É um tipo de ansiedade que até serve de estímulo: todos nós conhecemos pessoas que trabalham melhor sob pressão. Mas (articulador com ideia de oposição) existe também uma ansiedade patológica. É ela (anafórico que retoma ansiedade) que se manifesta sem nenhuma razão aparente. E que gera, por sua vez, um problema: assim como o pior medo é o medo de ter medo, a pior ansiedade resulta da antecipação da ansiedade, o que acarreta inclusive manifestações corporais: boca seca, tremor, palpitações. Uma situação crônica, e muito freqüente: nos Estados Unidos estima-se que 10% das pessoas (mais mulheres do que homens) sofrem de ansiedade. [...] Uma combinação perturbadora: depressão mais ansiedade. Não é rara: ocorre em até 85% dos deprimidos crônicos. É perturbadora porque, no momento que (articulador que denota tempo) a ansiedade exige que a pessoa faça alguma coisa, a depressão reduz a sua capacidade de resposta. É como (articulador que denota modo) chicotear um cavalo, esmagado sob o peso de uma carga excessiva, para que (articulador que denota finalidade) ele ande mais depressa. Quando (articulador que denota tempo) ocorre aquilo que os médicos chamam de "comorbidade", tanto os sintomas da ansiedade quanto os da depressão aumentam. O tratamento antidepressivo pode, paradoxalmente, melhorar a ansiedade. A ansiedade propriamente dita tem tratamento. Os benzodiazepínicos, tipo Valium, são medicamentos clássicos, mas podem causar dependência e tonturas (facilitando quedas). Há medidas mais naturais: exercício físico, técnicas de relaxamento, evitar cafeína e excesso de açúcar. Sem falar na terapia, que ajuda a pessoa a compreender o que está se passando com ela (anafórico cujo referente é ‘pessoa’) própria. Entender a ansiedade significa entender a natureza humana. (Moacir Scliar)