Respostas

2014-04-26T08:29:11-03:00
Y² = 4px é uma parábola deitada com vertice na origem (prá esquerda , se p < 0 mas tanto faz, pois é simétrica)
x = a  é uma vertical , por "a"
Prá facilitar, vamos 'girar' essa parábola prá cima, usando a inversa de y.
x² = 4py ==>
y = x²/4p
e a reta que limita o retangulo
y = a
Assim fica mais familiar.
Dado um ponto b, a área do retangulo fica :
base : b (só a metade do retângulo, mas tanto faz, pois se a metade for máxima, o total tambem será)
altura : a - f(b)
Área : b(a - b²/4p) = -b²/4p + ba
A área depende do ponto b escolhido, pois os outros valores (p ; a) são constantes.
g(b) = -b²/4p + ba
tem valor máximo para b = a / 2(1/4p) (abcissa do vertice de G)
b = 2ap
----- se a questão envolver derivada, pode fazer, também
g'(b) = 0 ==>
-2b/4p + a = 0
b = 2ap
-------- é só um parenteses..
Area máxima : g(2ap)
= -(2ap)²/4p + (-2ap)a
= -3a²p
tomando o valor absoluto da área e multiplicando por 2(pois essa é só a metade)
A = 6a²p (resp)





Só preciso dar uma conferida. Estou de saida
Errei, mas não dá mais prá editar, então vou corrigir aqui. Esquci uma multiplicação : a partir da "Area :"fica Área : b(a - b²/4p) = -b³/4p + ab (é b ao cubo) = G(x) G'(x) = 0 (p/área máxima) ==> -3b²/4p + a = 0 b = √(4ab/3) (usando só a raiz positiva, pois as áreas são simétricas) (cont)
(cont) . calculando a área : G(b) para b = √(4ap/3) : Area =[-√(4ap/3)³/4p + a√(4ap/3)] * 2 (vezes 2 pois tinhamos calculado a metade)