Respostas

A melhor resposta!
2014-04-26T20:58:06-03:00
Golfinho, leão marinho e pinguim.

Golfinho
:

Natação;
 A velocidade e a duração da onda estão intimamente relacionados: nadar em alta velocidade, provavelmente, durar apenas alguns segundos enquanto nadava em baixa velocidade pode demorar longos períodos de tempo. Os golfinhos costumam nadar em velocidades de entre 5 e 11 milhas por hora. Os estudos ergométricos indicam que as velocidades máximas atingidas são dos 29 aos 35 quilômetros por hora. 

Imersão:
 Os golfinhos geralmente não precisam de profundidade de mergulho para a sua alimentação. Dependendo do seu habitat, a maioria dos golfinhos mergulhar regularmente a profundidades de 3-45. 7 metros. Em condições experimentais, o mergulho mais profundo registrado é de 547 metros. A duração provável de um mergulho é de oito a dez minutos. Todos os mamíferos marinhos têm adaptações fisiológicas especiais usados ​​durante um mergulho. Estas adaptações permitem conservar oxigênio golfinho enquanto debaixo d'água. Os golfinhos, como outros mamíferos, têm uma taxa mais lenta do coração, imerso. Ao fazê-lo, o sangue é desviado dos tecidos que suportam os baixos níveis de oxigênio, para o coração, pulmões e do cérebro, em que é necessário oxigênio. 

Respiração; Um golfinho respira através de sua ventilação único, localizado na superfície dorsal da cabeça. Durante cada respiração um intercâmbio de golfinhos de 80 por cento ou mais do seu ar do pulmão. Isto é muito mais eficiente do que nos seres humanos, a troca de apenas cerca de 17 por cento do seu ar de pulmão com cada respiração. A respiração média de um golfinho é aproximadamente duas a três respirações por minuto. 

Termorregulação; Os golfinhos depositado a maioria de sua gordura corporal em uma espessa camada abaixo da pele. Esta camada de gordura isola o golfinho e agiliza o corpo. Ele também funciona como uma reserva de energia. A temperatura média de um golfinho é 36. 9 º C. 
Em geral, os golfinhos têm uma maior do que os mamíferos terrestres de nível tamanho metabólico similar. Este aumento do metabolismo gera um grande calor do corpo. 

Sonhar; Golfinhos gastar cerca de 33 por cento do dia dormindo. Pesquisadores soviéticos mostraram que o sono em golfinhos pode ocorrer em apenas um hemisfério do cérebro ao mesmo tempo. A investigação está em curso. 

Pinguim:

Os pinguins são aves marinhas que, à excepção do pinguim-das-Galápagos (Spheniscus mendelicus), apenas se encontram no hemisfério sul. A maioria das espécies passa o ano no mar e reproduz-se na Antárctida e ilhas adjacentes, pelo que são animais emblemáticos desta região.São as aves com o corpo mais modificado para viver no ambiente marinho. Para além de terem adquirido linhas hidrodinâmicas, o seu esqueleto sofreu alterações significativas. Os ossos das asas sofreram um encurtamento e achatamento, de modo a funcionarem como barbatanas. A caixa torácica é bastante desenvolvida e o esterno forma uma quilha pronunciada. Adicionalmente, têm as penas pequenas e duras, semelhantes a escamas e que reduzem o atrito. Estas também funcionam como um isolamento térmico, ao impedirem a água gelada de molhar a camada de penas que contacta com a pele. Possuem ainda uma camada de gordura espessa que os protege do frio.

Leão marinho:

A origem do nome Pinípede deriva do termo em latim pina e podos que significa pé em forma de pena, que se refere aos membros posteriores e anteriores dos animais que possuem extensas membranas interdigitais, que servem para a locomoção no ambiente aquático. Os pinípedes são animais que são adaptados para o ambiente aquático, sendo membros da Ordem Carnívora, dividindo-se em três famílias: Otariidae (lobos e leões marinhos), Odobenidae (morsas) e Phocidae (focas). Estas três famílias mencionadas são pertencentes a sub-ordem Pinnipedia. Como mencionado anteriormente estas espécies possuem adaptações essenciais para a vida aquática, que evoluíram independentemente. Atualmente a sub-ordem Pinnipedia inclui 33 espécies de animais viventes.
2 4 2