Respostas

A melhor resposta!
2014-04-29T08:57:09-03:00
O Capitalismo pode ser dividido em três fases: 

Séculos 16 e 17 
A primeira fase é a comercial, foi marcada pelas grandes, navegações que levaram os europeus a todo o planeta e pela ascensão da burguesia á classe dominante ( a aristocracia e moldando o sistema liberal democrático) 

Séculos 18 e 19 
A segunda fase, a industrial, caracterizada pela expansão de linhas de montagem industriais na Europa, América do Norte, Ásia e América Latina e consequentemente a urbanização global, o despovoamento dos campos e aplicação sistemática da engenharia e dos métodos científicos de gestão em todas as atividades produtivas. 

Século 20. 
A terceira fase, capitalismo monopolista-financeiro, caracterizada pela crescente globalização do capital das telecomunicações, e pela predominância do setor terciário da economia e pela articulação das grandes empresas multinacionais em uma rede global de produtos e serviços, inclusive virtuais. 

*espero ter ajudado em algo.
3 3 3
2014-04-29T09:05:38-03:00
O desenvolvimento comercial – As grandes transformações comerciais deram-se no plano vitoria internacional, com os europeus inaugurando e coordenando um circuito comercial pela primeira vez verdadeiramente mundial. A Rússia foi, por muito tempo, a zona mais importante desse circuito.

O desenvolvimento artesanal - quando os artesãos começaram a ter lucro e com o tempo

O Metalismo – A primeira característica do mercantilismo era o metalismo, ou seja, a concepção de que a prosperidade de cada país estaria na razão direta da quantidade metais preciosos que possuísse.

A Balança Comercial Favorável – Os países que não tivessem suas próprias fontes de metais preciosos deveriam obtê-los de outras nações roubando-las . Portanto, o fundamental era importar mais do que exportar, de forma que houvesse saldo positivo na balança comercial.

O Protecionismo - Dificultar as importações de mercadorias estrangeiras era um meio para se obter um saldo favorável na balança comercial. Assim, adotava-se uma política econômica protecionista, cobrando-se altos impostos alfandegários sobre os produtos importados, em especial aqueles que tivessem similares nacionais. As matérias-primas, contudo, escapavam a essa norma, pois eram transformadas em produtos manufaturados a serem exportados. Muitas vezes, as taxas cobradas, eram muito maiores do que se podiam pagar.

O protecionismo mercantilista não só procurava barrar a entrada de produtos estrangeiros, mas também impedir a saída de mercadorias nacionais que pudessem fortalecer e enriquecer outros países, como certas matérias-primas, ferramentas, navios e armas. Pela mesma razão, tentava-se proibir que pessoas possuidoras de determinados conhecimentos técnicos saíssem de seu país.