Respostas

2014-04-30T19:52:17-03:00
A radioatividade é um comportamento de átomos de núcleos instáveis. para eliminar essa instabilidade, é necessário que se perca energia vinda do núcleo. como é o núcleo quem determina o átomo, ao mudarmos ele, criamos um novo átomo:
X(radioativo) -> radiação + Y(novo elemento)

existem três formas de energia radioativa: alfa, beta e gama.
alfa:
é uma partícula;
massa 4 e carga 2 (perda de 2 prótons e de 2 nêutrons);
se o elemento radioativo tem M de massa e P como número atômico, o elemento formado após emissão de radiação alfa é um átomo de M-4 e P-2.

beta:
é uma partícula;
tem massa 0 e carga -1 (ganho de 1 próton e perda de 1 nêutron);
se o elemento radioativo tem massa M e número atômico P, o novo elemento formado após a emissão da radiação beta é um átomo M (isobárico) e P+1.

gama:
é uma onda eletromagnética;
tem massa 0 e é equivalente a perda de 0 partículas do núcleo;
esse tipo de radiação não cria novos elementos.

cada uma dessas radiações tem nível energético diferente:
gama > alfa > gama

mesmo após a emissão de uma radiação o átomo pode não ter seu núcleo estabilizado. assim, mais radiação é emitida, criando novos átomos até que se chegue a um estável.

os isótopos radioativos têm as meias-vidas, ou seja, a cada determinado período de tempo, a quantidade daquele elemento decaí pela metade. cada elemento tem um tempo de meia-vida. a lei da meia-vida gera uma função exponencial.

existem os processos de fusão e fissão nuclear. a fissão é quando um núcleo atômico é dividido em partes menores, produzindo raios gama e liberando neutrôns. a fusão nuclear é o princípio da bomba nuclear. já a fusão é quando funde-se dois átomos, formando um núcleo de maior número atômico. esse processo é encontrado no Sol e nas bombas de hidrogênio.