Respostas

2014-05-05T19:46:17-03:00
Inverno nuclear entende-se o fenômeno ambiental que, segundo alguns modelos teóricos, seria provavelmente produzido se ocorresse na Terra uma guerra nuclear em larga escala. Estudos feitos na década de 1980 mostraram que uma grande guerra atômica poderia ter um impacto devastador sobre o clima do planeta, levando à morte milhões de pessoas. A teorização inicial de tal fenômeno foi trabalho do cientista soviético Vladimir Alexandrov.

Apesar de ser uma hipótese teórica, tem base em evidências concretas, informando-se nos dados obtidos de testes nucleares em escala limitada, em registros sobre catástrofes naturais - como a explosão dos vulcões Krakatoa, Tambora e Pinatubo - e no estudo de outros eventos dramáticos como incêndios florestais de grande escala na história recente da Terra, com impacto documentado sobre o clima global. A polêmica que se formou em torno da teoria atingiu seu auge nos anos 80, envolvendo cientistas, políticos e ativistas sociais, que levantaram argumentos tão discordantes quanto foi apaixonado o debate. A despeito da incerteza que cerca todos os modelos teóricos e da disparidade das conclusões que cientistas igualmente acreditados ofereceram a público, a teoria do inverno nuclear pareceu plausível o bastante para influir no processo de desarmamento nuclear de grandes potências como os Estados Unidos e União Soviética. Após esse clímax, com o fim da Guerra Fria, a idéia de um inverno nuclear passou para um segundo plano, mas está novamente sendo revivida em anos recentes por uma nova geração de pesquisadores, fazendo outra vez previsões preocupantes a partir de modelos computadorizados avançados.