Respostas

2014-05-05T22:31:33-03:00
Introdução Com a invasão dos bárbaros no século V, as atividades comerciais diminuíram, limitando-se apenas à venda de artigos de luxo como armas, tecidos e escravos.  A partir desta crise surgiu uma forma de organização econômica, social, política e cultural baseada na terra e não no comércio. Este sistema firmou-se na Europa ocidental. O Império Bizantino, o Império Turco, os povos árabes e orientais não conheceram esta forma de organização social.
O desenvolvimento do senhorio e da feudalidade O feudo era sinônimo de benefício. Significava um bem ou direito cedido a alguém em troca de fidelidade e várias obrigações, principalmente militares. A fidelidade era a base sobre as quais se firmavam os laços feudais, e neles ficavam estabelecidos os direitos e as obrigações do suserano e do vassalo. → Aquele que cede o bem se torna suserano e quem o recebe passa a ser seu vassalo. A relação de vassalagem normalmente acontecia seguindo a hierarquia da nobreza. Formou-se desse modo uma cadeia de proprietários de terras, ligados uns aos outros pelos laços de suserania e vassalagem; todos viviam da renda e do trabalho dos camponeses, que ficavam na base da sociedade. O rei, no topo da hierarquia, era em geral (porém nem sempre) o mais rico e o mais poderoso dos senhores, mas sua autoridade se limitava aos seus feudos.
Mas o que foi o feudalismo? “Um sistema de organização econômica, social e política baseado nos vínculos de homem a homem, no qual uma classe de guerreiros especializados – os senhores -, subordinados uns aos outros por uma hierarquia de vínculos de dependência, domina uma massa campesina que explora a terra e lhes fornece com que viver.”     (LE GOFF, Jacques. Para um novo conceito de Idade Média. Lisboa, Estampa, 1980.)  
O Sistema Feudal Como já foi dito, sistema feudal foi uma forma de organização econômica, social e política com base na terra. Na economia feudal, a produção agrícola e artesanal tinha que atender somente ao consumo local. Não eram produzidos bens para a venda, portanto não havia trocas comerciais. O proprietário da terra era o senhor feudal. Ele exercia também um controle muito grande sobre os homens que trabalhavam em sua propriedade: os servos. Os senhores feudais dependiam do trabalho de seus servos. Sem eles não haveria comida para o senhor e para sua família. Os servos não eram considerados escravos, pois não poderiam ser vendidos ou expulsos da propriedade. Mas, eles não podiam deixar as terras do senhor. Tributos e impostos da época feudal As principais obrigações dos servos constituam em: ü  CORVÉIA: Trabalho obrigatório nas terras do senhor feudal em alguns dias da semana. ü  TALHA: Parte da produção do servo deveria ser entregue ao nobre. ü  BANALIDADE: Tributo cobrado pelo uso de instrumentos ou bens do feudo, como o moinho, forno, o celeiro e as pontes. ü  CAPTAÇÃO: Imposto pago por cada membro da família (por cabeça). ü  TOSTÃO DE PEDRO (ou dízimo): 10% da produção do servo era pago à Igreja, utilizado para a manutenção da capela local. ü  CENSO: Tributo que os vilões (pessoa livres, vila) deviam pagar, em dinheiro para a nobreza. ü  TAXA DE JUSTIÇA: Os servos e os vilões deviam pagar para serem julgados no tribunal do nobre. ü  FORMARIAGE: Quando o nobre resolvia se casar, todo servo era obrigado a pagar uma taxa para ajudar no casamento, sendo esse imposto válido para quando um parente do nobre fosse se casar. ü  MÃO - MORTA: Era o pagamento de uma taxa para permanecer no feudo da família servil, em caso de falecimento do pai da família. ü  ALBERMAGEM: Obrigação do servo em hospedar o senhor feudal.
Divisão do Feudo ü  Manso senhorial (domínio): uso exclusivo do senhor feudal. ü  Manso servil: arrendada aos servos e dividida em tenências. ü  Manso comunal: terras comuns (pastos, bosques, florestas).
Características O feudalismo tem início com as invasões germânicas (bárbaras), no século, sobre o Império Romano do Ocidente (Europa). As características gerais do feudalismo são: poder descentralizado, economia baseada na agricultura de subsistência, e trabalho servil (servos). Economia amonetária e sem comércio, onde predomina a troca.   No final das contas, a verdade é que o feudalismo foi um modo de organização social e político baseado nas relações servo-contratuais (servis). Tem suas origens na decadência do Império Romano. Predominou na Europa durante a Idade Média. Segundo o teórico escocês do iluminismo, Lord Kames, o feudalismo é geralmente precedido pelo nomadismo e em certas zonas do mundo pode ser sucedido pelo capitalismo. Os senhores feudais conseguiam as terras porque o rei dava-as para eles. Os camponeses cuidavam da agropecuária dos feudos e em troca recebiam o direito a um pedaço de terra para morar e também estavam protegidos dos bárbaros. Quando os servos iam para o manso senhorial, atravessando a ponte, tinham que pagar um pedágio, exceto quando iam cuidar das terras do Senhor Feudal.

1 5 1
2014-05-05T22:32:18-03:00
O senhor feudal era encarregado de cobrar os impostos, cuidar do feudo, ele mandava em tudo, inclusive tambem cuidava da população.
2 3 2
Muito obrigada ! ambas me ajudaram :D