Invernáculo

Esta língua não é minha,
qualquer um percebe.
Quem sabe maldigo mentiras,
vai ver que só minto verdades.
Assim me falo, eu, mínima,
quem sabe, eu sinto, mal sabe.
Esta não é minha língua.
A língua que eu falo trava
uma canção longínqua,
a voz, além, nem palavra.
O dialeto que se usa
à margem esquerda da frase,
eis a fala que me lusa,
eu, meio, eu dentro, eu, quase.

Respostas

2014-05-06T22:33:12-03:00
               são varios coloquei apenas 2.          É tudo o que sintoPaulo          É tudo o que sinto Viver É sucinto. +Rio do mistério.        Rio do mistério que seria de mim se me levassem a sério?  
2014-05-06T23:02:15-03:00
Poetas Velhos   [Paulo LeminskiBom dia, poetas velhos.
Me deixem na boca
o gosto dos versos
mais fortes que não farei.

Dia vai vir que os saiba
tão bem que vos cite
como quem tê-los
um tanto feito também,
acredite