Respostas

  • Usuário do Brainly
2014-05-07T09:32:06-03:00
Tem um monte de coisas acontecendo aí. Não dá pra negar: é um movimento jovem, que envolve muita gente e que não pode ser reduzido à ideia de uma elite branca e bem vestida, como tem tanta gente dizendo por aí. É um movimento que começou mais setorizado, mas que se tornou massivo – e digo massivo mesmo, porque por onde passava contava com o apoio das pessoas nas janelas, de todas as idades. Posso afirmar, sem medo de deixar um certo bairrismo falar mais alto, que o movimento se formou e começou a amadurecer em Porto Alegre. Questões envolvendo a ocupação de espaços públicos e mobilidade urbana motivaram a ida às ruas, majoritariamente. Quando a coisa se espalhou e, de forma expressiva e
impressionante, tomou o país, o debate também foi crescendo e se transformou um tanto.Estão nas ruas a vontade de uma juventude de escrever algumas páginas na história, o papel mobilizador das redes sociais, a insatisfação coletiva com a política. É uma geração, é preciso dizer, que não teve formação política, que enfrentou uma educação precarizada e que chega à juventude sem ter visto repressão ou problemas realmente grandes na política. O que essa geração viu foi um acumulado de problemas cotidianos de um sistema político falho. Essa geração viu também uma mídia concentrada, ouviu sempre uma só voz e não
 teve a perspectiva da luta social, de classes. Mas ela viu também o Brasil mudar bastante nos últimos anos. 
1 3 1
2014-05-07T11:34:08-03:00
Que a população reivindica algo que acreditam estar precisando, é a forma legal do povo participar do progresso.