Em Carros: o risco na modernidade e a emergência das redes na Indústria automobilística, o autor menciona que:
Para
entender a natureza das redes criadas em torno das grandes indústrias
automobilísticas é preciso analisar o lugar da tecnologia na sociedade
atual. A trajetória das tecnologias tem escapado do controle das
instituições (se é que uma vez já estiveram) proporcionando um ambiente
competitivo. Se um dia estiveram sob o controle das grandes montadoras,
hoje a tecnologia precisa ser encarada como um ator a compor a rede. Sua
cooperação não é automática em vista dos propósitos dos atores mais
importante a partir dos quais as redes são formadas (MODES, 2014,p. 4).

Fonte:
MODES, Luciano. Carros: o risco na modernidade e a emergências nas
redes na indústria automobilística. UNIC- Universidade de Cuiabá, 2014.

Em outras palavras, o que o autor está indicando nesta passagem é que:

1
RESPOSTA: a tecnologia não esta a serviço de um grupo ou empresa em especifico. ao contrario, ela pode empoderar tanto seus criadores quanto seus concorrentes.
obg
Isso aí... Certíssima!

Respostas

2014-05-08T18:38:33-03:00
A TECNOLOGIA NÃO ESTA A FAVOR DE UM GRUPO OU EMPRESA EM ESPECIFICO... 

1 5 1