Respostas

2014-05-18T22:15:17-03:00
Amanhã, um grupo de 67 empresários brasileiros - pelo menos 20 deles ligados diretamente ao transporte marítimo e fluvial - se reúne com empresários e representantes do governo belga para tratar do tema. No final da manhã, o ministro dos transportes, Pedro Brito, apresentará as leis brasileiras e as formas de investimento possíveis no setor dentro do Brasil. Serão mostrados, ainda, projetos de portos brasileiros - o destaque será dado para a expansão do porto de Vitória (ES), que precisa de um investimento de R$ 128 milhões - e de corredores hidroviários no País.
O governo brasileiro assina amanhã um memorando de cooperação técnica com a Bélgica para tentar atrair para o País investimentos em logística de portos, um setor em que o País precisa fazer pelo menos 265 obras ao custo de R$ 43 bilhões - o levantamento é do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Dona do segundo porto da Europa e o quinto maior do mundo, em Antuérpia, a Bélgica tem tecnologia na área que interessa diretamente ao Brasil.                                                                         Os investimentos portuários estão na lista dos principais temas da visita de Estado que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou hoje em Bruxelas. "Nossa cooperação no setor portuário é uma vertente importante no relacionamento bilateral e deverá se expandir com a assinatura de um memorando de entendimento sobre cooperação na área de logística portuária", disse o presidente em discurso no encontro com o primeiro ministro belga, Herman Van Rompuy. O memorando com os belgas prevê troca de tecnologia sobre gestão, planejamento, infraestrutura e equipamentos em uma área em que o Brasil precisa de altos investimentos.
O comércio bilateral entre Brasil e Bélgica fechou 2008 em torno de US$ 6 bilhões, um crescimento de 20% em relação ao ano anterior. A balança comercial é favorável ao Brasil, que exportou no ano passado U$ 4,4 bilhões em preparados de frutas, pasta de madeira, minérios, fumo, café, chá e especiarias.