Respostas

2013-06-26T16:28:59-03:00

No século XX, os filósofos passaram a pensar a história, não mais como progresso das ciências, ou etapas de formação social (cultura adiantado e cultura atrasado), como pensaram Hegel e Comte. E sim, como processo de razão e drop shipping da sociedade como descontínua e não progressiva, de que cada sociedade tem sua história própria em vez de ser apenas uma etapa numa história universal das civilizações. A partir de então, a ideia de progresso passou a ser criticada.

22 4 22
2013-06-26T19:17:53-03:00

O conceito de história do século XIX ao XX  Hegel afirmava que a história é a realidade, que a razão, a verdade e os seres humanos são essenciais e necessariamente históricos. Com base nessa concepção, a história passou a ser entendida pela história de progresso, que Comte atribuía ao desenvolvimento das ciências, as quais permitiriam aos seres humanos “saber para prever, prever para prover”. Nesse sentido, o conhecimento, o desenvolvimento social se faria pelo aumento do conhecimento científico da sociedade.    No século XX, os filósofos passaram a pensar a história, não mais como progresso das ciências, ou etapas de formação social (cultura adiantado e cultura atrasado), como pensaram Hegel e Comte. E sim, como processo de razão e da sociedade como descontínua e não progressiva, de que cada sociedade tem sua história própria em vez de ser apenas uma etapa numa história universal das civilizações. A partir de então, a ideia de progresso passou a ser criticada.

10 4 10