“Para amenizar os efeitos devastadores da surdez é fundamental o papel desenvolvido pela escola. Os requisitos básicos para se desenvolver bem um trabalho pedagógico com o aluno com surdez são: “Comunicar-se com o aluno surdo por meio do instrumento simbólico que ele domina (LIBRAS, mímica, fala, figuras, etc); oferecer um modelo de mundo ao aluno vinculado à sua idade cronológica e intelectual; engajar o aluno no diálogo e na argumentação com outras pessoas; levar o aluno a compreender o significado das sentenças; oferecer condições para o aluno construir sentenças que exprimam seus próprios pensamentos e desejos; usar a linguagem para uma variedade de propósitos conforme seu nível de desenvolvimento cognitivo e social; permitir à criança expressar seus pensamentos através de diferentes recursos (desenho, escrita, gestos, dramatização, LIBRAS, etc); promover uma ambiente de jogo em que as crianças possam se expressar com sucesso com o uso da linguagem gestual; incitar a participação efetiva dos alunos por meio de questionamentos que levam ao exercício da atividade representativa (por quê, quando, como, para quê, de quem, em que lugar, desde quando, etc); levar o aluno a se manifestar e conhecer a opinião dos outros provocando nele a descentração” Rosimar Bortolini Poker

Conclui-se assim que a Língua de Sinais constitui-se:
scolha uma:

a. Um grande empecilho na comunicação professor-aluno. O uso da LIBRAS na atual conjuntura educacional, é o agente de exclusão do aluno impossibilitando o seu acesso aos conhecimentos.

b. No caso de alunos com surdez, em um poderoso instrumento para se garantir a efetiva comunicação professor-aluno. O uso da LIBRAS na atual conjuntura educacional, é condição básica para se possibilitar ao surdo o acesso aos conhecimentos, as interações sociais, a manifestação de suas opiniões e, enfim, o desenvolvimento do seu pensamento.

c. Um instrumento valioso que o oralismo vem utilizando para ampliar os conhecimentos dos alunos surdos. O uso da LIBRAS vem possibilitando avanços nunca antes vivenciados pelas comunidades surdas que ainda se sentem mais integradas quando associam o bilinguismo a abordagem oralista.


1

Respostas

2014-05-23T23:41:21-03:00


letra B

No caso de alunos com surdez, é um poderoso instrumento para se garantir a efetiva comunicação professor-aluno. O uso da LIBRAS na atual conjuntura educacional, é condição básica para se possibilitar ao surdo o acesso aos conhecimentos, as interações sociais, a manifestação de suas opiniões e, em fim, o desenvolvimento do seu pensamento.


Espero ter ajudado. :)


3 4 3