Respostas

2013-06-29T04:06:50-03:00

A membrana plasmática é responsável pela passagem de substâncias de dentro para fora da célula e vice-versa.

 

Em um câncer,a membrana plasmática é afetada,perdendo sua capacidade de reconhecer as substâncias(inibição por contato).

1 5 1
2013-06-29T19:15:09-03:00

O segredo etiológico do câncer reside nas alterações produzidas na membrana plasmática e nas decorrentes alterações bioquímicas, metabólicas e eletrolíticas que se processam na intimidade do complexo celular.
A alteração da membrana plasmática está estreitamente ligada ao destino neoplásico da célula.
Numerosas alterações da membrana plasmática já foram descritas e observadas nas células cancerosas, tais como modificação na inibição de contacto, aumento da carga bio-elétrica à superfície e uma reação de aglutinação com a aglutinina do germe do trigo.
A membrana celular possui estrutura química complexa, cuja transformação maligna se faz sentir através da intensificação da atividade enzimática da membrana, modificações na composição química de lipídios e glicoproteinas.
Com a transformação maligna há aumento na superfície celular da atividade de diversos sistemas enzimáticos, como proteases, colagenase, glicosideases, provocando desarranjo na matriz celular e favorecendo o comportamento metastático pela retirada de proteínas da superfície, responsáveis por adesões celulares.
O aumento da permeabilidade da membrana lisossomica permite a liberação de enzimas contidas nesta organela que se difundem por toda célula. A partir da participação de fatores como vírus e outros agentes biológicos, agentes físicos e químicos, ocorrem alterações na seqüência do DNA, com ativação de gens capazes de produzir fenótipos de células transformada, causando proliferação descontrolada.