Respostas

A melhor resposta!
2014-05-29T00:52:26-03:00
Norbert Elias: a sociedade dos indivíduos O conceito de configuração: De acordo com o sociólogo alemão Norbert Elias (1897-1990), é comum distanciarmos indivíduo e sociedade quando falamos dessa relação, pois parece que julgamos impossível haver, ao mesmo tempo, bem-estar e felicidade individual e uma sociedade livre de conflitos. De um lado está o pensamento de que as instituições - família, escola e Estado - de­vem estar a serviço da felicidade e do bem-estar de todos; de outro, a idéia da unidade social acima da vida individual.As distinções entre indivíduo e sociedade levam a pensar que se trata de duas coisas separadas, como mesas e cadeiras, tachos e panelas. Ora, é somente nas relações e por meio delas que, nas palavras de Elias, "os indivíduos podem possuir características humanas, como falar, pensar e amar". E poderíamos complementar declarando que só é possível trabalhar, estudar e divertir-se em uma sociedade que tenha história, cultura e educação, e não isoladamente.Para explicar melhor o que afirma e superar a dicotomia entre indivíduo e sociedade, Elias criou o conceito de configuração (ou figuração). É uma idéia que nos ajuda a pensar nessa relação de forma dinâmica, como acontece na realidade. Tomemos um exemplo: se quatro pessoas sentam em volta da mesa para jogar baralho, formam uma configuração, pois o jogo é uma unidade que não pode ser vista sem os participantes e sem as regras. Sozinho nenhum deles consegue jogar; juntos, cada um tem sua própria estratégia para seguir as regras e vencer.Vamos citar um exemplo mais brasileiro. Em um jogo de futebol, temos ou­tra configuração, ou seja, há um conjunto de "eus", de "eles", de "nós". Um time de futebol é composto de vários "eus" - os jogadores -, que têm um objetivo único ao disputar com os do outro time. Há também as regras que devem ser levadas em conta e a presença de um juiz e dos bandeirinhas, que lá estão para marcar as possíveis infrações. Além disso, há a torcida, que também faz parte do jogo e congrega vários outros indivíduos com interesses diferentes, mas que, nessa configuração, têm um objetivo único: torcer para que seu time vença.Assim, há um fluxo contínuo durante o jogo, que só pode ser entendido nesse contexto, nessa configuração. Essa relação acontece entre os jogadores, entre eles e a torcida, entre eles e o técnico, entre os torcedores, e entre todos e as regras, os juízes, os bandeirinhas, os técnicos e os gandulas. Fora desse contexto, não há jogo de futebol, apenas pessoas, que viverão outra configuração, em outros momentos.No grupo social é assim: não há separação entre indivíduo e sociedade. Tudo deve ser entendido de acordo com o contexto; caso contrário perde-se a dinâmica da realidade e o poder de entendimento.O conceito de configuração pode ser aplicado a pequenos grupos ou a sociedades inteiras, constituídas de pessoas que se relacionam. Esse conceito chama a atenção para a interdependência entre as pessoas. Por isso, Elias utiliza a expressão sociedade dos indivíduos, realçando a unidade, e não a divisão.
3 5 3