A popularização da internet tem feito surgir novos problemas e situações até então impensadas. É o caso da arrecadação de campanha por sites de financiamento coletivo. Dentro deste contexto, leia a reportagem reproduzida a seguir:
TSE veda arrecadação de campanha por site de financiamento coletivo
Tribunal respondeu questionamento do deputado Jean Wyllys (PSOL). Sites intermedeiam doações, mas ficam com percentual da verba arrecadada.
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta quinta-feira (22) a possibilidade de que candidatos façam arrecadação para campanha eleitoral por meio de site de financiamento coletivo. Sites do gênero fazem intermediação de doações para diversas finalidades, mas ficam com um percentual da verba arrecadada.
O TSE respondeu a consulta feita pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que perguntou: "Considerando a jurisprudência deste Tribunal Superior Eleitoral, bem como a legislação eleitoral vigente, a arrecadação de recursos através de websites de financiamento coletivo mostra-se lícita no que tange às campanhas eleitorais?"
Os ministros consideraram que não é possível porque a doação em campanha eleitoral deve ser direta do eleitor para o candidato.
“A legislação diz que o candidato, partido político ou coligação podem ter na página da internet mecanismo para que o eleitor possa, pela internet, fazer a doação. Não admite intermediários, que inclusive seriam remunerados por isso”, disse o relator da consulta, ministro Henrique Neves, segundo o TSE.
Fonte: Disponível em: <http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2014/noticia/2014/05/tse-veda-arrecadacao-de-campanha-por-site.... Acesso em: 26 maio 2014.

Dentro do contexto narrado e baseado em seus conhecimentos do assunto, assinale a alternativa correta:

Alternativas

O aumento dos custos das campanhas não é problema algum desde que os políticos sejam financiados por fontes confiáveis e transparentes. No caso, os sites de arrecadação coletiva se enquadram 100% nestes quesitos

.A proibição do financiamento coletivo está relacionada, entre outras coisas, ao combate da corrupção, já que arrecadações coletivas podem acabar escondendo um possível generoso doador motivado por segundas intenções e que queira ficar oculto do grande público.

Arrecadações coletivas têm a grande desvantagem de nunca conseguirem levantar grandes somas em dinheiro. Sendo assim, não servem para campanhas eleitorais.

A proibição do TSE não provocou grandes transformações já que um site de arrecadação coletiva nunca conseguiria arrecadar dinheiro no Brasil para financiamento de campanhas eleitorais.

O único motivo pelo qual os juízes do STE proibiram o uso de sites de arrecadação é que os órgãos públicos tendem a ser lentos para acompanhar as mudanças dos novos tempos, adotando novas tecnologias.

2
A proibição do financiamento coletivo está relacionada, entre outras coisas, ao combate da corrupção, já que arrecadações coletivas podem acabar escondendo um possível generoso doador motivado por segundas intenções e que queira ficar oculto do grande público.
Certo... Obrigado!

Respostas

2014-06-04T13:46:03-03:00
Resposta:

A proibição do financiamento coletivo está relacionada, entre outras coisas, ao combate da corrupção, já que arrecadações coletivas podem acabar escondendo um possível generoso doador motivado por segundas intenções e que queira ficar oculto do grande público.
2014-06-04T23:30:10-03:00
R= A PROIBIÇÃO DO FINANCIAMENTO COLETIVO ESTÁ RELACIONADA...