Robert H. Srour, em seu artigo Ética empresarial sem moralismo,
afirma que é preciso não confundir moralidade e legalidade. Com efeito,

as empresas navegam entre duas linhas de demarcação antinômicas: a da
moralidade (dominante) e da imoralidade e a da legalidade e da
ilegalidade. Se estas linhas forem cruzadas, teremos uma combinatória de
quatro termos.


Fonte: Revista de Administração, São Paulo v. 29, n. 3, p. 3-22, julho/novembro 1994.

Hoje, por exemplo, no Brasil, é legal, porém imoral:

1

Respostas

2014-06-05T17:33:10-03:00
Produzir certos pesticidas...
1 1 1