5-
Morte e Vida Severina – Auto de Natal Pernambucano, do poeta pernambucano João
Cabral de Melo Neto (1920-1999), é um texto escrito em versos (poema), feito
para ser encenado, teatral (dramático). Narra a trajetória de um ―Severino‖,
símbolo do migrante das mais inóspitas regiões do Nordeste, que abandona o
sertão em busca de uma vida melhor no litoral.

Em um dado momento de
sua trajetória, Severino acompanhará o nascimento de um bebê, criança que
receberá alguns presentes. Leia:

COMEÇAM A CHEGAR
PESSOAS TRAZENDO PRESENTES PARA O RECÉM-NASCIDO

―Minha pobreza tal é
que não trago presente grande: trago para a mãe caranguejos pescados por esses
mangues mamando leite de lama conservará nosso sangue.

Minha pobreza tal é que
coisa alguma posso ofertar: somente o leite que tenho para meu filho amamentar
aqui todos são irmãos, de leite, de lama, de ar.

Minha pobreza tal é que
não tenho presente melhor: trago este papel de jornal para lhe servir de cobertor
cobrindo-se assim de letras vai um dia ser doutor.‖

(NETO, João Cabral de
Melo. Morte e Vida Severina e outros poemas para vozes.

34ed. Rio de Janeiro:
Nova Fronteira, 1994. p. 55)

5. Após
ler o texto, assinale a alternativa CORRETA.


a) Severino abandona
o sertão em busca de uma vida melhor. A recepção positiva do bebê simboliza a
esperança presente nessa nova vida.

b) Na primeira
estrofe, o poeta constrói uma imagem sem sentido: ―mamando leite de mangue /
conservará nosso sangue”.

c) O fato das personagens
compartilharem sua situação de pobreza é inusitado, já que inexiste
solidariedade no mundo contemporâneo.

d) O jornal como
cobertor mostra um indivíduo cuja escolarização será fácil, o que mudará sua
situação social.

e) O cenário
lido através dos elementos dos versos pode ser uma representação de qualquer
outro espaço, não necessariamente do sertão.

1

Respostas

2014-06-09T09:19:04-03:00
Letra A. Severino encontra-se desesperançoso ao presenciar tantas situações em que a morte está presente. Ao saber de um nascimento ele retoma sua esperança de uma vida melhor.
1 3 1