(CEPBJ) Num recipiente indeformável, provido de válvula especial, encontram-se confinados 2 mols de oxigênio (molécula-grama = 32g). Num dado instante, abre-se a válvula e permite-se que 8 g do gás escapem, mantendo-se, contudo a mesma temperatura. A nova pressão do gás é

Dado: R = 0,082 atm.l/mol.K.
a. 7/16 atm.
b. 7/8 atm.
c. 1/8 atm.
d. 15/16 atm.
e. 1/4 atm.

1

Respostas

2014-06-14T01:39:39-03:00
O problema deu que:
1 mol de O2 tem 32g
2 mols de O2 então terá 64g de massa.

Lembre-se que:
n = m/M
Onde M = 32g é constante.

Então, antes que o gás escape é:
m1 = 64g
E após 8g escapar é:
m2 = 64 - 8 = 56g

Agora usaremos a equação de Clapeyron:
p . V = n . R . T
Assim, antes que o gás escape:
p1 . V1 = n1 . R . T1
Após 8g do gás ter escapado:
p2 . V2 = n2 . R . T2

Mas ele diz que T1 = T ≡ T
Assim,
p1 . V1/n1 = R . T
p2 . V2/n2 = R . T
Portanto,
p1 . V1/n1 = p2 . V2/n2 
ou 
p2 = p1 . (V1/V2) . (n2/n1) 

A questão disse também que o recipiente é indeformável. Assim V1 = V2. Então,
p2 = p1 . (n2/n1)

Mas n = m/M,
p2 = p1 (m2/M /m1/M) 
p2 = p1 (m2/m1) 
Substituindo fica:
p2 = 1 (56/64)
p2 = 7/8atm

Letra b.
1 5 1