Respostas

2014-06-20T13:52:13-03:00
O século XVIII foi marcado por profundas mudanças na forma de pensar, pelas descobertas científicas e tecnológicas, pela Revolução Industrial, mas, sobretudo, é o século conhecido como o Século das Luzes.
Segundo Milton Filho, em sua História Moderna e Contemporânea:
"Chamamos de Iluminismo o movimento cultural que se desenvolveu na Inglaterra, Holanda e França, nos séculos XVII e XVIII. Nessa época, o desenvolvimento intelectual, que vinha ocorrendo desde o Renascimento, deu origem a idéias de liberdade política e econômica, defendidas pela burguesia. Os filósofos e economistas que difundiam essas idéias julgavam-se propagadores da luz e do conhecimento, sendo, por isso, chamados de iluministas.
O Iluminismo trouxe consigo grandes avanços que, juntamente com a Revolução Industrial, abriram espaço para a profunda mudança política determinada pela Revolução Francesa. O precursor desse movimento foi o matemático francês René Descartes (1596-1650), considerado o pai do racionalismo. Em sua obra "Discurso do método", ele recomenda, para se chegar à verdade, que se duvide de tudo, mesmo das coisas aparentemente verdadeiras. A partir da dúvida racional pode-se alcançar a compreensão do mundo, e mesmo de Deus.
As principais características do Iluminismo eram:
o Valorização da razão, considerada o mais importante instrumento para se alcançar qualquer tipo de conhecimento;
o valorização do questionamento, da investigação e da experiência como forma de conhecimento tanto da natureza quanto da sociedade, política ou economia;
o crença nas leis naturais, normas da natureza que regem todas as transformações que ocorrem no comportamento humano, nas sociedades e na natureza;
o crença nos direitos naturais, que todos os indivíduos possuem em relação à vida, à liberdade, à posse de bens materiais;
o crítica ao absolutismo, ao mercantilismo e aos privilégios da nobreza e do clero;
o defesa da liberdade política e econômica e da igualdade de todos perante a lei;
o crítica à Igreja Católica, embora não se excluísse a crença em Deus. "