Respostas

2014-07-01T01:52:44-03:00
Martinho Lutero era membro da igreja católica. Passou anos e anos estudando a bíblia, costumes e o convívio, e percebeu que a igreja em si abusava dos fieis. Tudo girava em torno do catolicismo e, sendo assim, quem opinava contra era perseguido, presos ou mortos, já que também a igreja tinha poder sobre a política.
Lutero encontrou vários pontos onde a igreja não ia de acordo com a bíblia, por exemplo, colocavam um tecido e diziam que era um pedaço de uma roupa de Jesus Cristo ou Maria e até discípulos e cobravam uma taxa para que os fieis pudessem tocar; só os padres e sacerdotes tinham acesso a bíblia e livros sagrados; havia uma lista de livros proibidos, quem era pego lendo algum destes pagavam uma multa, eram presos ou torturados; padres e freiras não podiam se casar, mas tinham relação escondidos dentro dos seminários e vários outros.
A princípio, Lutero não queria deixar o catolicismo, mas se quisesse continuar teria que voltar atrás, ele não aceitou e fundou a própria igreja, a luterana, esta foi a reforma protestante, de onde foi surgindo várias outras doutrinas (Calvinismo, Anglicanismo e etc.)
Na Doutrina luterana, alem dos pontos citados acima, deixou que os padres se casassem e tirou as taxas, permitiu a leitura da bíblia a todos os fieis entre outros
1 5 1
É mais ou menos isso, espero ter ajudado :)