Respostas

2014-07-07T09:14:04-03:00
Os negros malês eram diferentes dos negros que foram trazidos para o Brasil como escravos, sendo mais cultos até que seus senhores, sabendo ler e escrever em árabe. Eles foram vendidos como escravos, então não eram livres, mas apesar de sua condição eles eram ativos, ainda praticando sua religião muçulmana escondido de seus senhores e fazendo levantes para retomar sua liberdade. Depois de pesadas baixas em Salvador, muitos foram deportados para Ajudá, na costa ocidental africana, outros se foram para o Rio e alguns permaneceram em Salvador. Aí assumiram papéis de marceneiros, professores, pedreiros, etc. Resumidamente, eles eram um grupo menor e mais culto.
Você não sabe o quanto me ajudou procurei mas não achei em lugar nenhum rs, Obg
Mas porque ele eram chamados homens livres?
Por que de fato, depois dos confrontos em Salvador, eles arranjaram empregos fixos longe de seus senhores, e pelo seu alto grau de conhecimento, apesar dos preconceitos eram livres e tinham uma vida estável. Como se fosse um escravo que recebeu alforria.