Respostas

2012-12-02T14:54:37-02:00

Em alguns de seus textos, a escritora brasileira Clarice Lispector coloca o choque entre culturas como possibilidade de conhecimento de nossa própria cultura. Pela via da paródia, do dialogismo e da polifonia (Bakhtin), suas narrativas buscam desconstruir certo enrijecimento perceptivo ocasionado por um saber que poderíamos chamar "de viés cartesiano", entranhado no senso comum. Em contrapartida, nos mesmos textos, parece haver uma revalorização da experiência e da narrativa como pólo germinador, ante a fragmentação da informação (Benjamin). Estudamos aqui aspectos de três narrativas, sendo elas o conto "A menor mulher do mundo", de Laços de família, e as crônicas "Corças negras" e "Viagem a Bolama", publicadas em A descoberta do mundo. Dentre as categorias de nossa abordagem do texto, destacaria as de narrador e focalizador (Genette).

3 3 3