Uma mulher apresenta uma doença causada por um gene dominante situado no cromossomo X em região não homóloga a Y. Considerando que o pai dessa mulher não apresenta a doença e que o marido dela também não, a probabilidade de terem um filho menino e com essa doença é de:
a) 0
b)1/4
c)1/2
d)3/4
e)1

1

Respostas

A melhor resposta!
2014-07-07T21:18:56-03:00
Vamos fazer as observações.
Primeiro, a mulher quer um filho homem. A probabilidade de nascer homem é \frac{1}{2} .
Agora, como a doença é Dominante e está situada em uma região não homologa (que não afeta os dos cromossomos igualmente), sabemos que bastando 1 cromossomo X ele pode ficar doente. Como a mulher é XX ela pode ter um dos alelos doentes, então vou considerar que ela tenha apenas um alelo doente, vindo da mãe que consideramos ser doente, e um alelo normal vindo do pai que não é doente. Fazendo o cruzamento Xd X x Y(uso somente o Y e não o XY do pai porque já sabemos que ela quer um filho homem), o resultado é XdY, XY. Então a possibilidade de ela ter um filho doente é \frac{1}{2} também. 
Agora vem a parte mais fácil, a multiplicação das frações:
 \frac{1}{2} x \frac{1}{2} =  \frac{1}{4}  

A resposta é a letra b).
Desculpe a demora, mas prefiro que você entenda e possa fazer uma semelhante sozinha depois do que se ater a respostas dadas. Se tiver dúvida é só chamar.
2 5 2
Eu editei a resposta, da uma lida que ta mais completa. Ps.: Doença dominante significa que com apenas um cromossomo doente a doença se manifesta.
Obrigada!! Me ajudou muito :D
De nada. Qualquer coisa é só chamar, se eu puder ajudar mais, ajudarei.