Respostas

A melhor resposta!
2014-07-11T14:42:29-03:00
Marx e Weber contribuiram para a Sociologia de várias formas. Uma contribuição importante são as suas diferentes abordagens às classes sociais e à desigualdade.

Karl Marx considerou a divisão social em classes relacionada com os meios de produção.

Ele enunciou a passagem de uma sociedade feudal baseada na agricultura, em que a classe proprietária das terras se diferenciava da classe dos camponeses, para uma nova sociedade em que, através da Revolução Industrial, a classe detentora do capital (proprietários das fábricas) se diferenciou dos operários das fábricas.

Outras pessoas, tais como escribas, operadores e serviços de informação e funcionários públicos, não contribuiam para a produção económica e eram, por isso, inúteis (não produtivos), e não constituiam classes.

Max Weber, que escreveu entre um quarto a meio século mais tarde, considerava que, pelo contrário, as classes se basevam em três factores distintos: poder, riqueza e prestígio.

Na Sociologia de hoje, tendemos a considerar os mesmos três factores, embora os sociólogos Marxistas ainda enfatizem as relações entre estes três factores e os meios de produção (incluindo agora a produção de ideias e informação).

Para Weber, a sociedade tinha várias camadas e não apenas duas e para isso contribuiam outros factores importantes, para além do material.

Persiste, hoje em dia, uma tensão entre proprietários e trabalhadores, mas crescentes fatias da população encontram-se, actualmente, noutras situações laborais - operadores em informação, gestores, funcionários públicos, etc., o que significou um relativo declínio da luta entre patrões e trabalhadores.

Um estudante, numa aula, salientou que se Marx e Weber tivessem nascido hoje ou há vinte anos atrás, eles provavelmente teriam produzido perspectivas e teorias muito diferentes, pois teriam socializado numa sociedade muito diferente da que existia nos anos entre 1850 e 1900.

Marx previu que ocorreriam revoluções em sociedades industrializadas pois os trabalhadores rebelar-se-iam contra os patrões, mas isto não aconteceu.

Os únicos países onde ocorreram revoluções comunistas eram agrícolas e feudais.

É provável que, se Marx fosse vivo actualmente, teria ficado surpreendido.

Talvez ele também não tenha previsto o surgimento do consumismo e a privatização dos serviços prestados pelo Estado.

Foram criados muitos pequenos capitalistas, o que trouxe uma forte ideologia em favor da iniciativa privada, para além do declínio das grandes unidades fabris e, daí, um atenuar nas tensões entre as duas classes, relativamente ao século XIX.

Hoje, a diferença entre Marx e Weber, continua a contribuir para a nossa compreensão. Ambos contribuem ainda para uma perspectiva sociológica da sociedade actual.
1 5 1