Respostas

2014-07-29T08:42:46-03:00
A síndrome de Nagali é a ausência da impressão digital é uma má formação genética que impede que o feto tenha impressões digitais, porém, devo dizer que, pessoas que sofrem com a síndrome, a identificação é feita de maneira diferente, como pela arcada dentária, ou pela biometria, que é a identificação pelo formato do rosto e da íris. Este tipo de identificação também é usado para pessoas que perdem a impressão digital ao longo da vida, por problemas biológicos, contato com produtos químicos, e até mesmo contato excessivo com frutas cítricas, porém, não podemos confundir a síndrome de Nagali com a perda da impressão digital, pelos meios, físicos ou químicos.
A melhor resposta!
2014-07-29T08:42:48-03:00
Impressão digital (tecnicamente datilograma ou dermatoglifo) é o desenho formado pelas papilas (elevações da pele), presentes nas polpas dos dedos das mãos, deixado em uma superfície lisa. As impressões digitais são únicas em cada indivíduo, sendo distintas inclusive entre gêmeos univitelinos. Tal característica, chamada unicidade, as faz serem utilizadas como forma de identificação de pessoas há séculos.As papilas são formadas durante a gestação e acompanham a pessoa até a morte, sem apresentar mudanças significativas. Esta propriedade é conhecida como imutabilidade. A impressão digital apresenta pontos característicos e formações que permitem a um perito ou um papiloscopista identificar uma pessoa de forma bastante confiável. Tal comparação é também feita por sistemas computadorizados, os chamados sistemas AFIS (Automated Fingerprint Identification System, Sistema de Identificação Automatizada de Impressão Digital).Algumas pessoas, contudo, apresentam as pontas dos dedos lisas, o que caracteriza a chamada Síndrome de Nagali; nestes casos, a identificação é feita pela íris ou outra forma de identificação biométrica adequada. Em 2006, pesquisadores da Faculdade de Medicina de Haifa, em Israel, anunciaram ter descoberto que tal síndrome é decorrente do mau funcionamento de uma proteína conhecida comoqueratina 14.A utilização de impressões digitais para identificar pessoas existe desde a Antiguidade em diversos lugares, como Mesopotâmia, Turquestão,Índia, Japão e China, com o objetivo de autenticar documentos e selar acordos civis e comerciais. O primeiro sistema de identificação por impressões digitais foi criado por Francis Galton, com base em anotações anteriores de outros autores.1 A primeira utilização de uma impressão digital para prender e condenar um criminoso ocorreu na França, em 1902.
2 4 2