Respostas

2013-08-06T22:26:50-03:00
As independências dos países da América latina foram feitas todos por pessoas daqui, fossem eles senhores com grandes posses (caudilhos), intelectuais ou até mesmo classes consideradas baixas, como o Haiti e sua independência feita por escravos. Elas se libertaram das metrópoles e deixaram as monarquias que eram "donas" delas desamparadas.
Já no caso brasileiro, a independência foi chefiada pelo príncipe que era filho do rei que mandava em nosso território, e mais: era o primeiro na linha de sucessão portuguesa. Então não ia demorar muito para que Brasil se unisse a Portugal, por isso não foi uma verdadeira independência.
3 4 3
2013-08-07T00:00:11-03:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Estimada Stephane,

Devido ao bloqueio continental, no qual Napoleão proibiu os países do continente europeu de comercializarem com a Inglaterra, bem como de receberem navios ingleses em seus portos, Portugal se encontrou em uma situação bastante delicada.

Haja vista que Portugal dependia da Inglaterra devido às dívidas e acordos comerciais,  recusou-se a fechar os portos à Inglaterra, culminando com a fuga para o Brasil da família real, dos funcionários públicos, da corte, bem como de muitos outros. Desse modo, o Império Português seguiu mantendo comércio com os britânico, garantindo um mercado importante para o comércio inglês.

Com a chegada da família real, dos milhares de servidores públicos, e nobres ao Brasil, muitos brasileiros perderam suas casas, que foram confiscadas e usadas pelos recém-chegados.

Houve as seguintes alterações com essa mudança:

a) O rei decretou a abertura dos portos brasileiros às nações amigas, permitindo a ampla entrada de produtos ingleses, com uma taxa de impostos bem menores que o pratica com os de outras nações;

b) O rei decretou que o Brasil deixava de ser colônia, passando à condição de reino;

c) O Brasil passou a ser a sede do Império Português;

d) Permitiu-se a circulação de publicações e jornais no Brasil (era proibido antes);

e) O rei, após receber terras e fazendas de um traficante de escravos, permitiu e ampliou gigantescamente o tráfico negreiro no Brasil;

f) A Biblioteca real, uma das maiores do mundo na época, foi transferida ao Brasil, compondo a atual Biblioteca Nacional no Rio de Janeiro;

g) Permitiu a instalação de fábricas, com a de pólvora, no Brasil;

h) Criação da Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, bem como Academia de Belas Artes.
___

Desse modo, gerou-se prosperidade econômica, haja vista que os milhares de pessoas vindas com a família real trouxeram dinheiro, joias, livros, e outros recursos importantes para o desenvolvimento econômico da região naquela época.

Mesmo com o retorno da família real, a maioria dos que vieram ao Brasil fugindo de Napoleão em Portugal permaneceu no país, inclusive o filho do rei.

Dada a insistência e o tratamento que o aguardavam em Portugal, bem como o risco de perder o Brasil ao tentar fazer o país voltar a ser uma colônia, Dom Pedro I preferiu declarar a independência do Brasil e virar imperador aqui do que voltar para Portugal.
___

Desse modo, mesmo considerando que cada país possui uma história única, o Brasil se distinguiu dos demais países colonizados ao ser o centro por alguns anos do Império Português, bem como por se constituir uma monarquia enquanto os demais países latino-americanos se tornavam repúblicas.  Além disso, ao invés de fragmentar-se em várias nações como ocorreu com os territórios espanhóis, o Brasil manteve seu território unido e praticamente intacto após sua independência.
2 5 2