Respostas

2013-08-06T23:58:05-03:00
É um resumo completo.



A Europa começa a mudar a partir do séc. XI, as áreas de cultivo crescem e as novas técnicas de agricultura contribuíram para aumentar a produção de alimentos.As principais inovações técnicas ocorridas na Europa foram:

¢  Uso do arado de ferro, que substituiu o arado de madeira.¢  Introdução do sistema de cultura de três campos (rotação de culturas – trienal).¢  Utilização do cavalo para puxar o arado e mudanças no modo de arriar estes animais.¢  Difusão e aperfeiçoamento dos moinhos acionados por vento ou água, para moagem do trigo.O sistema de rotação de cultura: Na primeira plantavam cereais, na segunda parte da terra plantavam leguminosas e a terceira parte da terra descansava. Aumentando a produção, cresce a população, isso ajuda o comércio e as cidades.

Revigoramento do comércio e cidades
Com o aumento da oferta de alimentos, já não havia necessidade de tanta gente trabalhando na agricultura. Então,os camponeses deixaram o campo e foram trabalhar nas cidades.Eles começaram a trocar o que produziam com os artigos feitos na cidade, o que estimulou o comércio e o artesanato local. A essa atividade dá-se o nome de escambo.
Comércio á Distância
A partir do séc. XI, o comércio á longa distância também cresceu na Europa, cidades como Gênova e Veneza compravam artigos de luxo e especiarias da Índia. Depois os revendiam com grande lucro na Europa.

As FeirasAs feiras medievais duravam de 15 a 60 dias e aconteciam uma ou duas vezes por ano e reunia mercadores de várias partes do mundo.As CidadesNa Idade Média,elas eram geralmente pequenas, com poucos moradores. A partir do século XI, com o aumento do artesanato e do comércio, as cidades cresceram e outras surgiram. Algumas nasceram próximas as feiras, outras ás margens dos rios, e outras ainda em torno dos castelos de um nobre. Os comerciantes, banqueiros e artesãos viviam em uma região afastada do centro da cidade: o burgo, eles eram chamados de burgueses e pertenciam a um novo grupo social chamado de burguesia.

            Artesãos, comerciantes e suas corporações


Nas cidades medievais, a pessoa só podia trabalhar se pertencesse a uma corporação (associação de profissionais do mesmo ramo de atividade). Os artesãos formavam a corporação de ofício: (sapateiro, tecelões, ferreiros, etc). Os comerciantes também tinham suas corporações e eram chamadas de ligas. A mais rica delas era a Liga Hanseática. Seu objetivo era liderar o comércio em determinada área e evitar a concorrência entre membros.A Força da IgrejaNessa época, a fé das pessoas era grande, mas a força da igreja era maior. O posto mais alto era ocupado pelo bispo de Roma, mais tarde passou a se chamar papa.  Depois os párocos ou padres. A igreja era a maior proprietária de terras do Ocidente europeu. Muitos membros da igreja esqueciam-se da humildade e do amor ao próximo para levar uma vida de luxo e de preguiça.  A vida monástica se difundiu no ocidente a partir de 529, ano em que foi fundada na Itália a Ordem dos Beneditinos. Outras ordens religiosas criadas na Idade Média, como a dos Franciscanos, das Carmelitas, dos Dominicanos, das Clarissas e a dos Agostinianos.As CruzadasOs cristãos europeus peregrinavam a centros religiosos como Jerusalém para pagar promessas, fazer pedidos ou como forma de penitência. Em 1095, o papa Urbano II convocou os cristãos para uma guerra contra os infiéis, a fim de reconquistar a Terra Santa. As cruzadas reuniram milhares de pessoas, homens, mulheres, crianças, mendigos, nobres, camponeses, ricos, civis e religiosos.Elas tinham como função conquistar novos fiéis e territórios para o ocidente, foi também chamada de Guerra Santa.    Conhecimento e ArteO revigoramento do comércio e das cidades favoreceu a mudança na área do conhecimento, onde houve a necessidade de saber ler, escrever e calcular. Isso favoreceu também o avanço da ciência e a criação da universidade que foi uma criação medieval que pode ser definida como uma associação de professores ou alunos com a intenção de buscar o conhecimento.A primeira universidade da Europa foi fundada em Bolonha (XII – fundada por alunos) na Itália e se destacou na área do Direito. A universidade de Paris nasceu da associação de professores e se destacava na área da Medicina.Teve outras universidades também como: Oxford e Cambridge (Inglaterra), Montpellier  ( França), Salamanca  (Espanha) e Coimbra (Portugal).A universidade era formada geralmente por quatro faculdades: artes, medicina, direito e teologia.Fome, doenças e revoltasNas primeiras décadas de 1400, iniciou-se na Europa uma crise marcada pela fome, pelas doenças e revoltas sociais.  A oferta de alimentos tornou-se insuficiente para atender a população, ocorreram fortes chuvas, más colheitas.  Entre 1315 e 1317, uma crise de fome matou milhares de europeus. As condições de higiene na Europa eram péssimas: o lixo das casas era jogado nas ruas e não havia coleta desse lixo, encanamento ou esgoto. Fome e falta de higiene colaboraram para uma terrível epidemia, a grande peste: “Peste Negra”, em todo território europeu. A peste era provocada por uma bactéria transmitida por pulgas que picavam ratos e depois seres humanos. Calcula-se que 1/3 da população européia morreu nessa época. Houve casos em que a população abandonou sua cidade só por ouvir dizer que a peste vinha chegando.Rebeliões CamponesasCom as mortes provocadas pela fome, peste e a Guerra dos Cem Anos, começou a faltar mão de obra na lavoura, o que levou a diminuição agrícola, o que levou ao prejuízo para a nobreza. Para compensar suas perdas, os nobres aumentaram o controle sobre os camponeses e os tributos pagos por eles. A reação dos camponeses foi queimar colheitas, fugir e promover revoltas.
50 4 50