Para que ela tivesse um pescoço tão fino
Para que os seus pulsos tivessem um quebrar de caule
Para que os seus olhos fossem tão frontais e limpos
Para que a sua espinha fosse tão direita
E ela usasse a cabeça tão erguida
Com uma tão simples claridade sobre a testa
Foram necessárias sucessivas gerações de escravos
De corpo dobrado e grossas mãos pacientes
Servindo sucessivas gerações de príncipes
Ainda um pouco toscos e grosseiros
Ávidos, cruéis e fraudulentos
Foi um imenso desperdiçar de gente
Para que ela fosse aquela perfeição
Solitária, exilada sem destino

(ANDRESEN, S. M. B. Dual. Lisboa: Caminho, 2004. p. 73).

O poema nos ajuda a refletir sobre o período histórico em que as relações sociais, em muitos países, eram estabelecidas a partir do critério da desigualdade social e étnico-racial, como foi o caso do Brasil, o que justificava o trabalho compulsório de escravos. Qual dos conceitos antropológicos abaixo ajuda a explicar a construção desse modelo de sociedade?

2

Respostas

2014-08-12T21:12:40-03:00
Você não nos informou os conceitos antropológicos ... 
2014-08-12T21:16:22-03:00
Na realidade esse sistema ja vinha la de portugal,da europa né, então quando veio pra cá só continuoou e tambem a ascenção da igreja,oq só fortaleceu o traballho escravo.