Respostas

2014-08-13T14:15:21-03:00
Para Sócrates, a alma é muito importante, visando também sua complexidade. A alma, faz parte do ser humano, mas para Sócrates, o humano é a sua alma, e sua alma a razão, a dualidade, espiritual e material, racional e irracional, assim como para ele, a alma é imortal. Nesse sentido ele aproxima-se da religião, embora não acreditasse em uma divindade particular.  Outra grande análise paradigmática construída por ele era o "Mundo das Ideias", em que, na terra, contemplamos uma "cópia" do mundo perfeito em que nossa alma já esteve, onde o "Mundo das Ideias" é o mundo dos objetos perfeitos, do que é correto e nossa alma já viveu aqui e contemplamos tudo o que é verdadeiro, a famosa Pré-existência da Alma. Nesse sentido, o mundo em que vivemos é um mundo de aparências, onde nossa alma é aprisionada pelo corpo, temos conhecimento das cópias que já vivemos no Mundo das Ideias, ou seja, nada se aprende de novo, tudo se recorda. Logo, a alma na linguagem socrática é aquela pelo qual podemos atingir a sabedoria e chegar ao bem e a justiça, deve´se preocupar com ela para que esta seja quanto melhor possível.
Obs.: A teoria do "Mundo das Ideias" e "Pré-existência da Alma", foram criadas por Platão, discípulo de Sócrates. Utilizei desses paradigmas apenas para exemplificar a importância da Alma para ambos e sua complexidade, difundida na Grécia Antiga.