Respostas

2014-08-13T21:31:43-03:00
Nos países europeus mais desenvolvido tem ocorrido uma situação que assusta um pouco os governos. São países que estão na quarta fase da transição demográfica, caracterizada pelo declínio da taxa de natalidade e de mortalidade. Temos um país com melhores condições de vida, maior IDH, maior acesso da população a métodos contraceptivos e maiores índices de educação. Tudo isso contribui para a hora de ter um filho nesses países. Poucas pessoas tem optado por isso, e as que escolhem ter filhos, costumam ter apenas um (o indicado são dois para a taxa de reposição, ter dois substitui o pai e a mãe quando morrerem, por isso "reposição"), além de que o acesso aos métodos contraceptivos evita que isso aconteça "sem intenções". Além disso, devido as melhores condições de vida e maiores investimentos na área da saúde e bem-estar, temos um aumento da população idosa, pois esta está conseguindo viver mais e melhor devido a essas melhoras. O grande perigo disso tudo para os países da quarta fase é que isso continue nesse ritmo de desenvolvimento que possa levar a uma possível quinta fase, onde a pirâmide estaria invertida, com pouquíssimos jovens e muitos idosos, o que é muito perigoso para estes países já que são os jovens a mão-de-obra que sustentam um país e colaboram para dar uma boa vida aos idosos. Se estes números se inverterem, várias crises ocorreriam em muitos desses países desenvolvidos.
1 1 1