Respostas

2014-08-20T12:45:06-03:00
Uma família nordestina se divide quando a filha mais velha, Luiza, se recusa a acompanhar os pais e os irmãos na peregrinação liderada por Antônio Conselheiro. Luiza foge e se torna prostituta; sua família se estabelece em Belo Monte, região de Canudos, onde Conselheiro e seus fiéis procuram resistir aos ataques dos soldados federais enviados para acabar com o povoado.

Este é o registro do conflito que se opôs aos soldados do Presidente Prudente de Morais pelos beatos reunidos em torno de Antonio Conselheiro. Luiza lutava contra o povo de seu pai, obrigados a comer qualquer tipo de animal que aparecia em sua frente. O marido de Luiza morre, então ela começa a se prostituir para os soldados, até que um deles se apaixona por ela.

Belo Monte foi atacado por três vezes, porém ataques que nao valeram de nada contra os soldados de Antonio Conselheiro.Então vem o ultimo e definitivo golpe contra esses bravos soldados, com a chamada "matadeira", Belo Monte se foi ao chão, sem nenhum pingo de piedade,satisfazendo assim, o desejo de coronéis e da "Republica"...

A melhor resposta!
2014-08-20T13:04:39-03:00
Guerra dos Canudos - Foi um conflito no sertão baiano ocorrido em 1896 e 1897, que terminou com a destruição do povoado de Canudos - daí o nome da Guerra. A escravidão havia acabado poucos anos antes no país, e pelas estradas e sertões, grupos de ex-escravos vagavam, excluídos do acesso à terra e com reduzidas oportunidades de trabalho. Assim como os caboclos sertanejos, essa gente paupérrima agrupou-se em torno do discurso do peregrino "Bom Jesus" (outro apelido de Conselheiro), que sobrevivia de esmolas, e viajava pelo Sertão.
O governo da República, recém-instalado, queria dinheiro para materializar seus planos, e só se fazia presente pela cobrança de impostos. Para Conselheiro e para a maioria das pessoas que viviam nesta área, o mundo estava próximo do fim. Com estas idéias em mente, Conselheiro reunia em torno de si um grande número de seguidores que acreditavam que ele realmente poderia libertá-los da situação de extrema pobreza ou garantir-lhes a salvação eterna na outra vida.
Arraial dos Canudos era uma comunidade pobre no sertão da Bahia, no fim do século XIX. Ocupada uma área de terra sem dono. As pessoas foram ocupando o lugar lentamente, construindo uma casinha ali, um galinheiro acolá, uma lojinha por perto... até que surgiu uma cidade de 30 mil habitantes.O líder da comunidade de Canudos era o pregador religioso Antônio Conselheiro
Inicialmente, em Canudos, os sertanejos não contestavam o regime republicano recém-adotado no país; houve apenas mobilizações esporádicas contra a municipalização da cobrança de impostos. A imprensa, o clero e os latifundiários da região incomodaram-se com uma nova cidade independente e com a constante migração de pessoas e valores para aquele novo local passaram a acusá-los disso, ganhando, desse modo, o apoio da opinião pública do país para justificar a guerra movida contra o arraial de Canudos e os seus habitantes.
Em nome da defesa da República contra "os fanáticos manipulados pelos monarquistas", o presidente enviou expedições militares contra Canudos. Os camponeses se defenderam com astúcia, utilizando táticas de guerrilha. Derrotaram três expedições militares seguidas! Mas na quarta expedição chegaram milhares de soldados do exército comandados por dois generais  Os camponeses nada puderam fazer contra uma força militar gigantesca que contava até com canhões Krupp, importados da Alemanha. Depois de três meses de combate, Canudos foi derrotada. Todos os bravos defensores tinham caído em combate. Os latifundiários podiam dormir em paz...
1 5 1