Respostas

2014-08-22T15:56:52-03:00
As coisas que ligam o campo e a cidade e nosso papel para melhorar o mundo” é o fio condutor das mudanças e novidades contidas no Programa Agrinho/2014, que o Sistema FAEP/SENAR-PR promove a 19 anos, investindo na educação mais humana e sustentável. Esse tema é revelado no novo material dos alunos e professores, enquanto  o regulamento modifica a classificação e o número de trabalhos (desenhos, redações e projetos pedagógicos) a serem premiados.A cada quatro anos o material do Agrinho é revisado e a partir deste ano está focado no estímulo ao debate sobre a sustentabilidade e a atividade produtiva. “Não há antagonismo nas relações entre a sustentabilidade e a atividade produtiva”, diz a coordenadora pedagógica dos cursos do SENAR-PR, Patrícia Torres, “e a ideia do material do Agrinho é integrar os conceitos de conservação e produção, superando a visão completamente equivocada que coloca a cidade e o meio rural em campos opostos”.Os livros destinados aos professores também foram reformulados. Eles foram avaliados pela diretora da Divisão de Ciências da Água e secretaria do Programa Hidrológico Internacional da UNESCO, Blanca Jiménez-Cisneros.“Que sorte tem os professores, que formam os meninos e as meninas de hoje no Paraná por contar com um material que uma verdadeira fonte de conhecimentos transversais ( voltado para a compreensão e para a construção da realidade social e dos direitos e responsabilidades). Muitos de nós – os mais velhos – tivemos de aprender com o mundo e por meio de diversas disciplinas, que as soluções dos problemas dependem de diferentes avaliações”, afirma Blanca.
8 3 8